• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como era a vida na União Soviética?

POR Natália Pereira    EM Curiosidades      17/11/17 às 14h48

A União Soviética foi regida por um regime comunista que tinha a Rússia como o centro de operações. O período que marcou a história do século XX durou 74 anos e começou na Revolução de Outubro de 1917, comandado por Vladimir Illitch Ulianov, mais conhecido como Lenin. Terminando com a renúncia do último líder da União Soviética, Mikhail Gorbatchev, no dia 25 de dezembro de 1991, através de um discurso na televisão.

Grande parte das ideias estabelecidas pelo comunismo eram inspiradas pelo filósofo alemão Karl Marx. Sendo utilizada para estabelecer os ideais defendidos pela União Soviética, defendendo uma nova sociedade movida por propriedades coletivas. O modelo entrou no poder depois da queda do governo provisório, instalado após a saída do último imperador Czar Nicolau II, em março de 1917, enfrentando uma terrível guerra civil que se encerrou apenas em dezembro de 1922. O fim da guerra deu origem à União das Repúblicas Socialistas Soviéticas - URSS, formado inicialmente pela Rússia, Ucrânia, Bielorrússia, Geórgia, Armênia e Azerbaijão. Chegando a reunir até 15 repúblicas.

As mudanças proporcionadas pelo regime

Muitas mudanças aconteceram durante o período comunista e o que muitos podem não saber é que algumas dessas transformações foram responsáveis por alavancar a sociedade. Enquanto outras representaram uma utopia que buscamos alcançar ainda hoje, sendo proporcionada na época pelo regime.

O comunismo permitiu que os direitos voltados para as mulheres se aproximassem do conceito de igualdade. Na época o sufrágio feminino estava sendo adotado por países como a Austrália, Finlândia, Noruega e Dinamarca e passou a estabelecer, em 1917, uma ideal que defendia a igualdade de direitos para todos. Ideia que agradou as mulheres, fazendo com que conspirassem junto aos bolcheviques pela importação de suas ideologias.

Desta forma, o grupo se tornou muito importante para o desenvolvimento dos direitos femininos, se espalhando até mesmo para os países capitalistas que não compartilhavam dos mesmos princípios. Os Estados Unidos apresentam um atraso de 3 anos na legalização dos direitos das mulheres, como o direito ao voto.

Outros fatores como a Legislação Trabalhista também foram questões implantadas pela URSS. Desenvolvendo a semana trabalhista de 5 dias, férias remuneradas de 2 a 4 semanas, licença maternidade, assistência de saúde e a segurança no trabalho representam alguns dos direitos ganhos através do comunismo. Além de ter ajudado países que lutavam pela sua independência ou aqueles que a conquistaram a pouco tempo e precisavam de auxílio.

A URSS foi responsável por desenvolvimentos tecnológicos e científicos cujo a maioria das pessoas não sabe. A União Soviética foi a responsável por lançar o primeiro satélite, enviando o primeiro cachorro, o primeiro homem e a primeira mulher ao espaço. Além de ter criado o primeiro helicóptero, a xerografia e os órgãos artificiais.

Esses vídeos do canal Spotsniks dão uma boa ideia de como era a vida por trás da cortina de ferro:

 

Algumas diferenças entre a vida na Rússia comunista e capitalista

Os meios de comunicação e a arte eram censurados no período comunista, impedindo críticas ao governo em ambos os meios, servindo de forma estagnada para propagandas. Apesar de não sofre mais censuras prévias a maioria dos canais continuam nas mãos do Estado e a arte segue a criatividade de forma livre. A importação de produtos era proibida no país, sendo a maioria feita de forma clandestina através de turistas. Essa importação não é mais proibida na Rússia, contendo todo tipo de produto exterior nas praças.

Outro aspecto bem diferente encontrado durante a URSS é o fato de que o trabalho era estritamente obrigatório. Todos tinham sua função e a maioria era determinada pelo Estado. Atualmente as questões relacionadas ao trabalho são responsabilidade do indivíduo. Podendo, assim como nos outros países, escolher mais livremente a sua função e de forma não obrigatória. Desta forma, os bancos na época não tinham Bolsas de Valores nem aplicações, não existindo um crédito formal ao consumidor. Apesar dos bancos estatais ainda serem predominantes os privados podem atuar livremente, disponibilizando bolsas e cartões de crédito.

Como tudo era do estado na época isso não seria diferente se tratando das moradias. As propriedades eram do Estado e não privadas, fazendo com que muitas famílias morassem sobre o mesmo teto. A comercialização livre de imóveis e propriedades privadas só começou com o fim da União Soviética.

Outro fator que muitos desconhecem sobre esse período é que as propriedades religiosas, os templos e cultos não eram permitidos. Muitos desses locais foram confiscados ou até mesmo destruídos, enquanto o culto a alguma religião se tornou um ato clandestino. Após o fim da União Soviética a prática religiosa voltou a ser livre. Porém, uma lei de 1997 faz com que as religiões não tradicionais sejam restringidas como igrejas pentecostais.

As diferenças vividas entre a Rússia comunista e capitalista são muitas, sendo a maioria aposta. Apesar de ter muitos pontos considerados negativos a União Soviética foi responsável por grandes desenvolvimentos e estabelecia algumas boas ideias.

O que você acha disso tudo? Comenta aí!

Próxima Matéria
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+