• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como foi a morte de Heath Ledger?

POR Diogo Quiareli    EM Último Dia      24/10/19 às 10h16

Poucas pessoas alcançam o status de excelência em suas profissões. Uma delas foi o ator australiano Heath Ledger. Principalmente através do personagem Coringa, interpretado por ele no filme "Batman: o Cavaleiro das Trevas", de 2008.

Essa versão do personagem, tão aclamada pela crítica, que inclusive rendeu um Oscar póstumo para o ator. Ele teve suas possíveis continuações interrompidas por um fato trágico. Como todos sabem, Ledger foi encontrado morto em sua residência. Isso foi no dia 22 de janeiro de 2008, antes mesmo do filme ser lançado.

Em mais uma matéria sobre do a morte de celebridades, vamos voltar alguns anos no tempo. Vamos falar mais sobre a vida, carreira e os últimos dias de um dos atores mais promissores dos anos 2000.

Heath Ledger

Heath nasceu no dia 4 de abril de 1979, na cidade de Perth, na Austrália. Heathcliff Andrew Ledger, ou apenas Heath Ledger como adotou, foi filho de uma professora francesa de descendência escocesa. Dua mãe era Sally Ledger, e seu pai, piloto de corridas e engenheiro de mineração, era Kim Ledger. Por curiosidade, o nome do ator é fruto da inspiração de sua mãe em um de seus personagens favoritos na literatura. Heathcliff é nome de um personagem do trágico romance "O morro dos ventos uivantes", da escritora inglesa Emily Brontë. Aliás, o nome da irmã mais velha do cantor, também foi inspirado em um personagem do livro, Katherine.

Sobre Ledger, foi ainda na adolescência que ele teve suas primeiras experiências como ator. Aliás, foi depois de ver sua irmã mais velha atuando em uma peça de teatro. Foi aí então que menino decidiu que queria fazer parte daquele mundo dos palcos.  Seus pais se separaram quando ele tinha apenas 11 anos de idade. Segundo as pessoas mais próximas a Ledger, foi nesse período que ele desenvolveu insônia. Acredita-se que a separação dos pais afetou o garoto muito mais do que ele mesmo demonstrava.

Aos 16 anos, em 1995, ele foi para Sydney com seu melhor amigo para tentar de fato tornar-se um ator profissional. Antes disso, já havia participado de outras produções audiovisuais, mas nada que o alavancou aos holofotes. Em Sydney, ele parece ter conseguido isso. Lá, Ledger fez diversas participações em séries e alguns filmes australianos.

Estados Unidos

Posteriormente, em 1999, já nos Estados Unidos, Ledger estrelou o filme "10 coisas que eu odeio em você". Atuou ao lado da atriz Julia Styles. Acreditamos que esse drama adolescente esteja na lista de favoritos de muita gente. Impossível se esquecer da cena musical de "Can't take my eyes off of you", onde Ledger mostra seus dons. Após o filme ser um sucesso, diversas outras comédias adolescentes surgiram para que Ledger protagonizasse o ator principal. Porém, a verdade é que ele sempre fugiu de filmes como "10 coisas que eu odeio em você". Ele queria algo mais profundo que isso. Por esse motivo, o astro recusou diversos papéis, pois não queria ser um galã adolescente.

Após o filme, mesmo recebendo diversas propostas, Ledger tirou um ano de folga. Ele estava apenas esperando que o papel certo aparecesse. Isso abalou seu saldo bancário, e mesmo assim, ele decidiu que não atuaria em qualquer filme apenas por dinheiro. Porém, quando a proposta para fazer "O Patriota" surgiu, Ledger deu um golpe de sorte. O filme, ao lado do renomado ator Mel Gibson, lhe abriu portas. Deixou para trás aquela faceta adolescente que ele detestava. Também podemos citar os filmes "Coração de Cavaleiro" e os "Os irmãos Grimm" que marcaram a carreira do ator. 

Assim como o polêmico "O Segredo de Brokeback Mountain", filme de 2005, que foi indicado a 8 Oscars. Inclusive de melhor ator para o australiano. Heath era fã do diretor Ang Lee, e já havia revelado que queria trabalhar com ele, independente do filme. Mais uma vez, ele acertou em cheio. Neste drama, ele interpreta um cowboy homossexual. 

Vida Pessoal

Adentrando um pouco mais na vida pessoal do ator, algo aconteceu durante as gravações de "O segredo de Brokeback Mountain". Foi nos bastidores que Ledger conheceu a atriz Michelle Williams. Segundo as pessoas que participaram do filme, foi amor à primeira vista, e logo, eles começaram a namorar. Uma das características de Ledger como ator era se entregar de corpo e alma aos personagens. Se você reparar, existem grandes diferenças entre uma atuação e outra em um curto espaço de tempo. Lembra que disse sobre a insônia do ator? Então, com o passar do tempo e com a grande entrega aos personagens, o problema piorou ainda mais. 

Neste intervalo de tempo, Michelle deu à luz a Matilda, a única filha do casal. Isso parece ser muito bom, uma família unida, atores cada dia mais famosos. Além de uma certa paz, a qual eles tanto sonhavam. Porém, Ledger claramente não era mais a mesma pessoa. Sua aparência era outra, ele não estava bem. Foi então que ele conseguiu o que seria seu mais importante papel. Como já dissemos, sua melhor e mais importante atuação, foi com o personagem Coringa, considerado por muitos como um dos maiores vilões do cinema. No filme "Batman: o Cavaleiro das Trevas", Ledger não seria um Coringa como o dos quadrinhos, na verdade, esse seria um personagem extremamente sombrio.  

Isso de fato entrou na mente do ator, que apesar de tomar remédios para dormir, tinha pensamentos que não o deixavam relaxar. Para os mais sensacionalistas, talvez o Coringa estava na mente do ator, que não deixou o personagem de lado mesmo após 8 meses de gravação em que Ledger se mostrou o verdadeiro palhaço do mal. 

Preparos para o Coringa

Para encarnar o personagem, Ledger se isolou por mais de um mês na tentativa de praticar os atos do próprio Coringa. Anos após sua morte, seu pai, Kim Ledger, revelou que neste período em que esteve isolado, o ator escreveu um diário, ou talvez, apenas se deixou usar pelo personagem que já estava sendo encarnado por ele. De fato, podemos imaginar que o próprio Coringa estava escrevendo aquelas palavras, um documentário alemão sobre a vida do ator mostra bem como a mente doentia de Coringa passou a fazer parte dos pensamentos de Ledger.

Para corroborar ainda mais para decadência mental do ator, ele se separou de sua esposa, e passou a morar longe da filha que ele tanto amava. A partir daí, os remédios para ansiedade, insônia e antidepressivos viraram rotina, mesmo Ledger viajando muito para trabalhar, o que ocupava sua mente, ele se mostrava triste, doente e de fato, tinha um ar ainda sombrio. Em janeiro de 2008, após diversas viagens para gravar e divulgar filmes, também pela Europa, Ledger voltou para sua casa em Nova York extremamente exausto. Entramos então nos últimos dias de vida do ator, de acordo com os relatos, principalmente de amigos e da família. 

Meses após as filmagens de "Batman: o cavaleiro das trevas", o ator estava gravando o filme "The Imaginarium of Doctor Parnassus". Além disso, ele lutava contra uma forte pneumonia e sua insônia piorava gradualmente. Como já disse, ele demonstrava estar muito exausto, tanto fisicamente, quanto emocionalmente.

Problemas na justiça

Os problemas judiciais com a ex-esposa e a saudade da filha colaboraram para sua situação deplorável. De acordo com Gerry Grennell, que cuidava da voz de Ledger e que morou com ele durante as filmagens do filme que estava em andamento, o ator passava a noite acordado e costumava mudar os móveis de lugar para se distrair. Também não foi segredo que, durante sua vida, Ledger usou algumas drogas ilícitas. Porém, nos últimos dias, muitos de seus amigos lutam contra uma parte da imprensa que afirma que o ator estava viciado na época em que morreu. As drogas que ele estava usando eram todas baseadas em prescrições médicas, como antidepressivos e fortes remédios para insônia.

Na noite do dia 21 de janeiro, horas antes de sua morte, Ledger fez algumas ligações e falou com pessoas próximas a ele. Uma dessas ligações foi para sua irmã, Kate, que inclusive alertou o irmão para tomar cuidado ao misturar alguns remédios que ele não conhecia. Ledger estava com pneumonia e além disso, tomava diversos remédios para insônia, ansiedade e contra a depressão. Naquela mesma noite, Ledger também ligou para um amigo, o diretor Shekhar Kapur, com quem iria estrear um filme em breve.

Segundo Kapur, eles haviam combinado de se encontrar para discutir o projeto, porém, como Ledger estava muito cansado e sem dormir há noites, eles marcaram o encontro para o dia seguinte. Ainda de acordo com Kapur, ele deveria ligar para que Ledger acordasse e eles pudessem conversar. 

Morte

Ao meio-dia de 22 de janeiro de 2008, a empregada da casa, Teresa Solomon chega no apartamento. Após alguns minutos, ela entra no quarto, pois precisava trocar uma lâmpada no banheiro do ator. Segundo ela mesmo conta, o ator estava dormindo, e ela chegou a ouvir roncos de Ledger, por isso, decidiu sair e deixá-lo descansar. Para as 15 horas estava marcada uma massagem para o ator. As 14 e 45, a massagista chega para atendê-lo. Ela bate na porta e ninguém responde, ela então entra no quarto, percebe que o ator está sem reação e nota ainda que seu corpo já estava gelado.

Os paramédicos tentaram reanimá-lo, mas às 15 e 36 daquele dia, Heath Ledger foi declarado morto. Alguns dias depois, após a realização da autópsia, descobriu-se que o ator morreu por overdose acidental, um uso abusivo de medicamentos, ou melhor, por conta da mistura de diversos deles.  Segundo os peritos, dois analgésicos foram os principais responsáveis pela morte do ator, o hidrocodona e o oxicodona, ambos medicamentos controlados, e um detalhe, alguns deles, foram comprados sem prescrição médica. Ledger havia comprado os remédios de forma ilegal.

Veja essa matéria no formato de vídeo

Vídeo

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo, afinal, seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+