• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como funciona o ''super grito'' que as plantas dão quando estão estressadas?

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      12/12/19 às 19h45

Engana-se quem pensa que as plantas são silenciosas e quietas. Estudos feitos, nas últimas décadas, revelaram que as plantas são capazes de ver, ouvir e cheirar. Mas, recentemente, uma novo estudo revelou ainda mais sobre elas. Pela primeira vez, pesquisadores conseguiram gravar sons, emitidos no ar, quando as plantas estão estressadas. Isso mesmo, não são só os humanos que gritam, quando estão estressados.

Os cientistas da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriram que as plantas de tomate e tabaco emitem sons, quando estão estressados. Seja por falta de água ou até mesmo quando têm seu caule cortado. De acordo com os pesquisadores, essa nova descoberta pode abrir um novo campo de agricultura de precisão. Nesse, os agricultores podem escutar as culturas famintas de água, por exemplo. "Essas descobertas podem alterar a maneira como pensamos sobre o reino vegetal, que foi considerado quase silencioso até agora", escrevem os estudiosos, em um relatório, que ainda não foi publicado em uma revista.

As plantas  

Para identificar esses sons, emitidos pelas plantas, os pesquisadores colocaram microfones a 10 centímetros de distância delas. Assim, eles captaram sons na faixa ultrassônica de 20 a 10 kilhohertz. A equipe de cientistas afirma que os humanos não são capazes de ouvir esses sons. Mas os insetos e alguns mamíferos são capazes de ouvir e até responder a eles, até 5 metros de distância.

Por exemplo, uma mariposa pode decidir não botar ovos em uma planta, que pareça estressada pela fala de água. E as plantas também podem ouvir outras plantas, que estão com falta de água e reagem de acordo, como especulam os pesquisadores.

Antes disso, os dispositivos eram conectados nas plantas, para registrar vibrações causadas pela formação e explosão de bolhas de ar, num processo conhecido como cativação. Mas, com esse novo estudo, é a primeira vez que sons de plantas são medidos à distância.

Em média, as plantas de tomate, estressadas pela falta de água, emitem cerca de 35 sons por hora. Em contrapartida, as plantas de tabaco produzem 11. Quando os caules são cortados, as plantas de tomate produzem, em média, 25 sons na hora seguinte, e as de plantas de tabaco, 15. Enquanto isso, a vegetação não estressada produz menos de um som por hora.

Os sons das plantas

É possível ainda distinguir pelo som, o que está causando o estresse na planta. Os pesquisadores aprimoraram o modelo de aprendizado da máquina, para discriminar entre os sons das plantas, o vento, chuva e outros ruídos da estufa, para identificar corretamente o que tem causado o estresse. Assim, dá para saber se é pela escassez de água ou por um corte. Isso, através da intensidade e frequência do som. O tabaco sem água, por exemplo, emite sons mais altos do que o tabaco cortado.

E mesmo que os pesquisadores tenham observado apenas plantas de tomate e tabaco, eles acreditam que outras plantas também possam emitir sons, quando estressadas. Em um outro estudo preliminar, eles também registraram sons ultrassônicos, de um cacto de espinho e de uma urtiga. Segundo eles, a cativação pode ser a melhor explicação possível de como as plantas geram esses sons.

Próxima Matéria
Via   New Scientist  
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+