• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como morreu Chester Bennington?

POR Diogo Quiareli    EM Último Dia      21/10/19 às 15h12

Se você é um fã de rock n'roll, com toda certeza conhece a banda Linkin Park. Esse grupo, cujo um dos vocalistas era Chester Bennington, marcou toda uma geração. Com grandes hits, como Numb, In The End, Crawling e Shadow of The Days, a formação fez sucesso no mundo todo. Assim como vários outros grupos musicais que fizeram história, Linkin Park acabou. O motivo? A morte de Chester.

Infelizmente, o cantor nos deixou, levando consigo um talento incrível e o seu motivo, que era bastante pessoal e de certa forma compreensível. Você, assim como várias pessoas, deve ter se perguntado como ele morreu e, mais do que isso, como foi seus últimos dias. Melhor ainda: como foi o último dia de Chester. Pensamos nisso e resolvemos trazer essa matéria do nosso quadro nos fala sobre a morte de grandes personalidades. Confira conosco e surpreenda-se. Antes disso, vamos conferir sua história.

Detalhes da morte do cantor

Era dia 20 de julho de 2017, na cidade de Palos Verdes Estates, próxima à Los Angeles, nos Estados Unidos. Por volta das 9 horas da manhã, o corpo do cantor Chester Bennington, vocalista da banda Linkin Park, foi encontrado. Ele estava no andar de cima da sua própria residência. Chester foi achado por um de seus funcionários. A causa da morte? Suicídio por enforcamento. Possivelmente, você já sabia dessas informações, mas, que tal voltarmos um pouco no tempo? Alguns meses, semanas, dias, para sermos mais precisos. Vamos procurar saber um pouco mais sobre a vida dessa lenda do rock, e como foram seus últimos momentos.

Vida de Chester

Chester Charles Bennington nasceu em 20 de março de 1976, na cidade de Phoenix. Essa fica no estado americano do Arizona. Durante a infância, Chester se mudou várias vezes para outras cidades do estado. Porém, aos 11 anos de idade, ele mudou-se com sua mãe para o Texas, depois da separação dos pais. Anos mais tarde, Chester revelou em algumas entrevistas que foi abusado sexualmente por um amigo mais velho. Isso quando ele era apenas uma criança. Segundo dizem, a separação de seus pais e esse trauma na infância foram os motivos que impulsionaram a entrada do rapaz no mundo do álcool e drogas. Ainda na adolescência, ele começou a desenvolver depressão, mas isso é algo que vamos falar mais adiante.

Sem diploma universitário, Chester fez alguns bicos como ator ainda no secundário. Dizem que ele queria ser ator quando ficasse mais velho, mas mal sabia que a fama o pegaria de todo jeito. Para quem ainda não sabe, ele chegou a participar de filmes como Adrenalina 1 e 2. Esses estrelado por Jason Statham, e também em "Jogos Mortais - O final". Todavia, nesse filme, ele foi uma das vítimas principais.

Já sua carreira musical teve início quando o cantor aprendeu a tocar piano. Seguindo a influência de seu irmão mais velho, conheceu algumas bandas. Ele foi apresentado à bandas como Led Zeppelin, Rush e The Doors, alguns dos grupos musicais mais famosos de todos os tempos. Assim como a banda inglesa de música eletrônica e rock, Depeche Moore. Essas, possivelmente, foram as maiores influências na carreira do cantor.

Influências

Pulando algumas fases do início de sua carreira, em 1999, ele foi apresentado a banda Xero. Essa que trocou de nome algumas vezes, chamando-se Hybrid Theory e depois Linkin Park. O nome foi em homenagem ao Lincoln Park, um local onde os músicos costumavam se encontrar. A partir daí, creio que você já saiba bastante sobre a carreira de Chester, assim como todo o sucesso alcançado pela banda. Porém, como já havia falado, Chester entrou no mundo das drogas bem cedo, tornando-se então dependente rapidamente.

Um alento a seu vício, pode ser visto quando ele se casou com sua primeira esposa Samantha. Chester tinha apenas 20 anos de idade, em 1996. Juntos, eles tiveram um filho chamado Draven Sebastian, nascido em 2002. Com Samantha, ele também teve mais um filho. Porém, a relação dos dois teve fim em 2005. Chester se casou novamente com Talinda Bennington com quem teve mais três filhos. Entre eles, as gêmeas Lily e Lila. E por fim, ele adotou mais uma criança, completando assim, os seus seis filhos, afinal, tinha um grande coração. 

Durante o período em que foi casado com a primeira esposa, Chester esteve sóbrio e não usou drogas. O uso era comum em seus dias de adolescência, então mesmo sofrendo algumas recaídas no início do sucesso da banda. Porém, após a separação, tanto emocionalmente quanto financeiramente, Chester estava destruído.  Neste período, segundo ele mesmo conta, passava o dia sob efeito de drogas e principalmente álcool. De acordo com Chester, ele vivia sobre o efeito de cerveja e whisky com refrigerante. Às vezes, misturava tudo para dar um efeito ainda mais forte.

Depressão

Para agravar ainda mais, assim como muitos outros dependentes químico, Chester também sofria de depressão. E nos últimos anos de sua vida, segundo seus amigos mais próximos, isso também o devastou por completo. Isso mesmo ele não deixando claro todos os seus sentimentos.

Muito do que Chester escrevia para suas músicas, era baseado em seus sentimentos. Muitos deles, que somente o cantor saberia descrever. Um dos maiores sucessos da banda, a música "Crawling", representa o transtorno em relação à doença. No caso do cantor, era alimentada pela ingestão de drogas. Em 2016, ele revelou que já havia pensado em cometer suicídio. Isso principalmente por conta dos traumas causados pelos abusos que sofreu durante a infância. Em uma de suas últimas entrevistas, o cantor compartilhou a terrível relação com a depressão e o vício com as drogas e álcool.

Aos 41 anos de idade, ele mesmo caracterizou aquele período como o mais turbulento de sua vida. Voltando aos primeiros anos de sua vida no mundo das drogas, a partir dos 13 anos, Chester usou LSD, Cocaína, anfetamina e maconha. Isso foi até os dias de seu primeiro casamento. Como já dissemos anteriormente, foi o período em que o cantor esteve mais controlado.

Após o lançamento do disco "One more light", em maio de 2017, muitos dos fãs acusaram a banda de terem se vendido ao pop. Fazendo assim referência ao estilo das últimas músicas lançadas. Além disso, outro fator corroborou para a decadência mental do cantor. Como vocês podem então imaginar, estamos falando da morte do também cantor e amigo íntimo de Chester. Esse é o músico e ex-vocalista da banda Soundgarden, Chris Cornell.

Morte do amigo

Cornell morreu da mesma forma de Chester, ele se suicidou por enforcamento. Para nos situarmos em datas, a morte de Cornell foi no dia 18 de maio. Isso foi um dia antes do lançamento do disco criticado da banda. Inclusive, no funeral de Cornell, Chester canta Hallelujah, emocionando a todos. Sabemos que a depressão atinge cada pessoa de uma maneira. Imagine que Chester já estava sofrendo com problemas pessoais, somado ao impacto da morte do amigo e as discussões em torno do disco, tudo pode ter piorado internamente, mesmo que não fosse visível para as demais pessoas.

Podemos imaginar então como foram difíceis os últimos dias de Chester. Não buscando saber como ele se sentia mentalmente, podemos tentar descrever seus últimos dias, tanto com sua família, quanto com os fãs, por meio dos últimos shows que fez pela banda.

Muito do que podemos citar, foi dito pelos seus amigos mais próximos. Como por exemplo, logo após a morte de Cornell, Chester postou em seu Twitter que estava se "sentido muito criativo" e que tinha composto seis músicas. Nesta mesma época, ele também disse a um amigo, que deviam se unir pois ainda tinham muita coisa para viver. 

Durante a última turnê da banda pela Europa, nos meses de junho e julho, Chester parecia estar em sua melhor fase. Jim Digby, diretor de turnês do grupo, revelou que viram Chester mais presente em toda sua história com a banda, que já tinha 15 anos. Segundo ele ainda fala, Chester estava em sua melhor forma física. Continuando nos últimos relatos sobre ele, o músico Robert DeLeo, baixista da banda Stone Temple Pilots, revelou que trocou diversas mensagens com Chester alguns dias antes dele morrer. As mensagens eram positivas, amorosas e revelavam uma ansiedade pelo futuro por parte de Chester.

Despedida

Na véspera da morte, por exemplo, Chester mandou um e-mail a Matt Sorum, ex-baterista da banda Guns N' Roses, dizendo que queria tocar de novo com a estrela da banda de covers dos dois, Kings of Chaos. Mais uma vez, não dando pistas do que iria acontecer. O que muitas pessoas dizem sobre a morte de Chester é que ele realmente não demonstrava estar passando por uma luta interna. Mesmo que em algumas entrevistas e mensagens, os fãs da banda tenham destacado alguns momentos em que possivelmente o cantor estava pedindo socorro.

De fato, os seus últimos dias foram ao lado de sua família, quando estava de férias. No dia 14 de julho de 2017, ele, Mike Shinoda e Joe Hahn gravaram o Carpool Karaoke, juntamente com o ator Ken Jeong. No programa, os integrantes da banda, assim como Chester, aparecem descontraídos, cantando e se divertindo. Inclusive, eles fazem uma brincadeira para alterar o nome da banda para Lin Ken Park, fazendo alusão a entrada de Ken Jeong para integrar o elenco. Após esse episódio, a banda saiu de férias, e Chester foi para o estado do Arizona para visitar a família.

Eles estavam passando o verão em sua cabana, curtindo a natureza, como mostra uma foto postada por Talinda no Twitter, logo após a morte do marido. Na legenda ela diz que "Pensamentos suicidas já estavam presentes", porém, não foram identificados por mais ninguém além do próprio Chester.  Tudo estava indo bem, até que Chester revelou que precisava ir para casa, pois precisava trabalhar. Nesse período, apesar de estarem de férias, a banda se preparava para uma turnê que faria em breve nos Estados Unidos, o que serviu de motivo para que a volta de Chester mais cedo para casa não despertasse desconfiança.

Últimas impressões

Talinda relatou algum tempo depois que Chester estava feliz e animado com a nova turnê. Na noite de 19 de julho, segundo sua esposa, ele se despediu dela, dos filhos e entrou em um avião rumo a Los Angeles, estando em casa por volta das dez e meia da noite. A partir desse momento, somente Chester sabe o que aconteceu. Próximo a seu corpo, foi encontrada uma garrafa de cerveja meio vazia, o que indica que ele tinha bebido, mas foi muito pouco, possivelmente ele não estava embriagado. Além disso, não foi indicado que ele fez uso de drogas pesadas. 

No dia 16 de setembro de 2017, Talinda postou um vídeo em seu twitter, 36 horas antes de se matar. Na filmagem, ele aparece feliz e brincando com seu filho e família, possivelmente, foi uma das últimas imagens capturadas do cantor.

Veja essa matéria no formato de vídeo, publicado no nosso canal do Youtube.

Vídeo

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo, afinal, o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+