icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Como o cinema é responsável por transformar alguns animais em heróis e outros em vilões?

POR Diogo Quiareli    EM Entretenimento      11/02/20 às 14h30
capa do post Como o cinema é responsável por transformar alguns animais em heróis e outros em vilões?

Estamos acostumados a ver as hienas como vilãs, o lobo como um ser mau e os tubarões como assassinos impiedosos. Ainda vemos os peixes-palhaços como seres fofos e as orcas como seres grotescos que só querem matar. Essa forma de ver o mundo animal é por causa do cinema, que se apropria do mesmo para criar personagens de entretenimento infantil. No entanto, quando nos acompanham na infância, acabam sendo marcado dessa forma para a vida toda. Isso pauta o imaginário popular com estereótipos e preconceitos relacionados aos bichos no geral. O resultado é: as crianças crescem sem o conhecimento correto sobre a vida de várias espécies.

Desde a infância, costumamos a ver as hienas como burras, perigosas, com uma risada insuportável e extremamente más. A culpa disso? O clássico O Rei Leão. Em 1994, quando a primeira versão do filme foi lançada, houve protesto por parte de biólogos. Os estudiosos ligados a entidades de proteção ambiental não concordaram com a forma como a espécie estava sendo tratada. O argumento era que, ao tratar de forma pejorativa uma espécie, as crianças tendem a vê-la como negativa. Provavelmente crescerão com essa crença. Recentemente, no remake de O Rei Leão, os mamíferos permanecem com o caráter maligno.

Estudiosos do comportamento animal criticam a forma como a história mostra as hienas se alimentando de carcaça. Na produção da Disney, isso é algo negativo. No entanto, as hienas se alimentam do que são deixados por grandes felinos. Os animais são responsáveis pela limpeza do ambiente, diminuindo a quantidade de insetos e evitando a disseminação de doenças. Além disso, contribuem para a limpeza dos rios. Esses animais possuem um grande papel no ecossistema.

Animais vistos como heróis e dóceis

Assim como o cinema conseguiu transformar algumas espécies em vilãs, fez de outras heróis e dóceis. Um exemplo disso? 101 Dálmatas. Após ver, na infância, os animais doces sendo perseguidos por Cruelsa de Vil, tivemos a imagem para sempre de que eles são amáveis e ela a única vilã. De fato, é isso mesmo. Por esse motivo, diversas pessoas sonham em ter um desses animais em casa. Isso começou em 1996, quando a primeira versão da história foi lançada, conquistando a todos.

Isso não é algo que acontece apenas com cachorros, que já são muito comuns em casa. O cinema conseguiu mudar a imagem de peixes, principalmente de peixes palhaço. Isso por causa de "Procurando Nemo". Por influência da animação, costumamos ver esses peixes como seres engraçados, um tanto desengonçados e bastante amigos. O cinema moldou tanto essa imagem que, após o lançamento do filme em 2003, houve um aumento expressivo da procura por esses animais. As pessoas queriam a todo custo ter um peixe-palhaço em casa. Além dele, o peixe da espécie cirurgião-patela, a Dory, também passou a ser mais procurado.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.


Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Imagens
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest