• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como o Homem de Ferro e o Senhor Fantástico resolveram o Aquecimento Global

POR Letícia Dias    EM Fatos Nerd      15/10/19 às 12h38

O Universo Marvel é, sem dúvidas, marcado por personagens com inúmeras habilidades especiais. Só para exemplificar, temos super-força, capacidade de voo, telepatia, manipulação de matéria e velocidade sobre humana. No entanto, também é comum vermos super-heróis que salvam o dia sem precisarem de mutações genéticas ou poderes divinos. Como grande exemplo disso, temos Tony Stark, o Homem de Ferro, uma das mentes mais brilhantes dos quadrinhos. Sabemos que mesmo não contando com nenhuma anomalia biológica, ele tem seus privilégios. Afinal, assim como lembrado por Bruce Wayne no live-action de Liga da Justiça, ser rico é praticamente um super-poder. Contudo, é importante lembrar que por trás dos bilhões de dólares, existe uma mente genial. Tal intelecto foi capaz de construir uma armadura inteligente sob condições totalmente questionáveis enquanto mantido como refém em um covil no meio do deserto

Embora, esse seja um detalhe significativo, não precisa ser constantemente ressaltado. Até porque, não é como se o ego de Tony Stark precisasse de qualquer incentivo. Muito pelo contrário. Entretanto, por trás de toda a altivez do personagem, poderíamos encontrar um coração, se ele tivesse um. Porém, mesmo na falta desse importante órgão bombeador de sangue, damos de frente com um mar de empatia. A preocupação de Stark com o mundo é tamanha, que as vezes ele acaba dando uma bola fora, como vimos em Era de Ultron. De qualquer forma, tais equívocos foram redimidos em Vingadores: Ultimato. Sendo assim, embora no cinema Stark tenha dado sua maior prova de altruísmo, nos quadrinhos, o herói ainda está tentando salvar o planeta.

Uma dupla implacável 

Dessa vez, não existe nenhum Deus da Trapaça, inteligência artificial ou Titã Louco como ameaça. Na verdade, o inimigo é mais real do que nunca, e se nos quadrinhos eles tentam ao máximo provocar a identificação do público com a narrativa, eles não poderiam ter acertado mais em cheio. Estamos falando de ninguém mais, ninguém menos do que o próprio aquecimento global. Juntamente com Reed Richards, vulgo Senhor Fantástico, Stark conseguiu descobrir a solução para esse problema que vem assolando a humanidade desde o século XIX. Coincidentemente, há pouco tempo, compartilhamos uma matéria comparando o intelecto de ambos. Apesar de normalmente estarem envolvidos em uma competição de QI's, dessa vez, eles uniram suas genialidades em prol de um bem maior. 

Na primeira edição de Doutor Destino, os dois super-cientistas desenvolveram o Centro Antlion na Lua. O objetivo da tecnologia desenvolvida era extrair o dióxido de carbono da atmosfera e, através de um processo desconhecido, convertê-lo em combustível hidrogenado. Bom, como nada na vida é de graça, como resultado desse processamento seria produzido um bioproduto trinta vezes mais tóxico que lixo nuclear. Contudo, como Stark e Richards costumam pensar em tudo, para lidar com esse leve inconveniente, eles criaram um depósito em forma de buraco negro. Sim, algo totalmente fora do convencional.

Tudo certo pra dar errado

Embora o próprio Doutor Destino, outra mente genial do Universo Marvel, tenha alertado que não era uma boa ideia colocar um buraco negro perto da Terra, ele foi ignorado. Quem diria que alguma vez concordaríamos com o vilão. Tragicamente, o projeto Antlion acabou não sendo efetivado. Isso porque um misterioso inimigo invadiu o sistema de defesa de Latvéria e lançou um devastador míssil diretamente na base lunar. Além de matar os três mil cientistas na estação, ainda prejudicaram os sete bilhões de habitantes da Terra. O objetivo da misteriosa célula terrorista era fazer Victor Von Doom sair como culpado. Inclusive, fizeram questão de se certificarem de que isso aconteceria. Para isso, hastearam uma bandeira latveriana em meio ao estrago.

Nem é preciso dizer que, apesar de ser um supervilão, o Doutor Destino ficou devastado. Embora ele tenha seus planos de dominação mundial, ele nunca quis que o planeta permanecesse refém do aquecimento global. Agora, tanto nos quadrinhos quanto na vida real, o mundo permanece sofrendo com o efeito estufa. E agora, quem poderá nos defender?

Próxima Matéria
Via   SR  
Imagens Marvel
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+