• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como se define o nome de um furacão?

POR Arthur Porto    EM Natureza      06/09/19 às 18h38

Atualmente, o furacão é um dos mais temidos eventos naturais. Sempre que uma região é atingida por um fenômeno como esse, os efeitos são rapidamente sentidos. Além disso, o cenário não é nada bonito: casas e áreas naturais são devastadas e, em alguns casos, o registro de várias mortes.

A formação dos furacões é resultado da combinação de uma série de fatores atmosféricos e geográficos. Em suma, um furacão é um sistema circular de movimentação de ar. Com uma velocidade superior a 105 km/h e com um diâmetro de centenas de quilômetros, os furacões se formam a partir de um sistema de baixa pressão sobre regiões oceânicas.

Nomenclatura

O sistema de nomeação de furacões é um pouco complicado. De acordo com a National Oceanic and Atmospheric Administration, originalmente, eram dados aos furacões nomes de santos, que foram homenageados no dia em que ocorreram. Por exemplo, o furacão Santa Ana, de 1825, formou-se em 26 de julho, o dia dedicado à santa.

Entretanto, a regra muda caso haja a formação de dois fenômenos no mesmo dia. Se dois furacões se formam na mesma data, o segundo ganha um sufixo no nome. Por exemplo, o furacão San Felipe atingiu Porto Rico em 13 de setembro de 1876. Outra tempestade atingiu a área no mesmo dia. O ano, entretanto, era 1928. A última tempestade foi nomeada de San Felipe II. Já a primeira de San Felipe.

Mais tarde, o protocolo mudou. As posições de latitude e longitude passaram a ser utilizadas, no processo de nomeação. Em contrapartida, este método de identificação tornou-se confuso, durante a comunicação de rádio e mais sujeito ao erro. Por esse motivo, os Estados Unidos passaram a utilizar um sistema de nomeação, com base no alfabeto fonético desenvolvido pelos militares.

O exército americano foi o primeiro a usar nomes de pessoas em tempestades, durante a Segunda Guerra Mundial. Inicialmente, todos as nomes de furacões eram do sexo feminino. Para evitar desequilíbrio de gênero, nomes masculinos foram adicionados à lista nos anos 1970.

As listas dos furacões de cada ano são organizadas em ordem alfabética. Além disso, são diferentes para cada região. Atualmente, por exemplo, já passamos por Andres, Blanca, Carlos, Dolores, Enrique, Felicia, Guillermo, Hilda, Ignacio, Jimena, Kevin, Linda, Marty, Nora e Olaf, até que chegasse o furacão Patricia.

O furacão Dorian

Para grande parte dos meteorologistas, algumas das características do furacão Dorian o classificam entre os "mais intensos e potencialmente catastróficos" já registrados. Em suma, o furacão já superou, em termos técnicos, alguns furacões de outras estações.

O primeiro furacão cujas características são semelhantes as do Dorian e formou-se em 1935. Na época, o furacão havia estabelecido um recorde que nunca havia sido alcançado. Assim como o Dorian, o furacão surgiu no Dia do Trabalho, que se comemora em setembro nos Estados Unidos.

O furacão registrou a maior velocidade de seus ventos máximos sustentados quando atingiu o solo: 295 km/h. Depois de 84 anos, Dorian empatou: quando chegou às ilhas Ábaco, nas Bahamas, ele tinha a mesma velocidade dos ventos. Não há consenso entre os cientistas sobre que fatores medir para determinar quais são os piores furacões. O fato é que o Dorian já superou, em termos técnicos, todos os furacões de outras estações.

Próxima Matéria
Via   BBC     Terra  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+