icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Como seria se todos os mortos por Covid-19 no Brasil estivessem no mesmo lugar?

POR Erik Ely    EM Curiosidades      14/08/20 às 14h37
capa do post Como seria se todos os mortos por Covid-19 no Brasil estivessem no mesmo lugar?

Recentemente, o Brasil ultrapassou a marca de 100 mil mortos por Covid-19. Assim, em pouco menos de cinco meses após a primeira morte registrada em território nacional, o número de mortos já se encontra em 104.528 (dados do dia 13/08). Dessa forma, com números tão altos, podemos não ter uma dimensão real da quantidade de óbitos. Por isso, para se ter uma ideia da dimensão do número de mortos, separamos alguns dados que mostram como seria se todos os mortos por Covid-19 no Brasil estivessem no mesmo lugar.

Atualmente, o país se encontra em segundo lugar no número de casos e de mortes por Sars-Cov-2. Em primeiro lugar, estão os Estados Unidos, que lidera ambos quesitos. Assim, para calcular a área equivalente, a BBC News Brasil utilizou quatro capitais brasileiras como exemplo. Confira!

E se 100 mil pessoas estivessem em uma só cidade?

São Paulo, cidade onde ocorreu o primeiro óbito por Covid-19, conta com o maior número absoluto de mortes. Dessa forma, caso colocássemos todas as 100 mil vítimas na cidade, teríamos o equivalente a quase quatro vezes a área da Avenida Paulista, um dos principais pontos da capital. Em outro exemplo, no Rio de Janeiro, seria necessário quase que o dobro da área total da praia de Ipanema. Isso pensando apenas na área total para sepultar todos os corpos.

Em Ceará, o terceiro estado brasileiro com o maior número de mortes, o governo chegou a anunciar a necessidade de aumentar o número de vagas em cemitérios. Com isso, caso todos os mortos estivessem concentrados em Fortaleza, capital do Ceará, o sepultamento ocuparia uma área equivalente a 2,3 o Aterro da Praia de Iracena, um dos principais pontos turísticos da região.

Você se lembra de quando o sistema funerário entrou em colapso em Manaus, certo? Na época, foi necessário derrubar trechos de mata para abrir novas sepulturas. Dito isso, caso a capital do Amazonas abrigasse todas as mortes do país, seria necessária uma região muito maior. Para se ter uma ideia, os sepultamentos ocupariam 21 vezes a área do Largo de São Sebastião, uma das maiores praças da cidade.

Como os dados foram calculados?

Para realização do cálculo, a BBC News Brasil considerou o tamanho padrão de uma sepultura, que é de 2,20 metros de comprimento por 0,80 cm de largura. Logo, cada sepultura possui 3,51 m². E com esses números, para sepultar 100 mil pessoas, seria necessária uma área de 351 mil m².

Em 12 de março, o país registrou a primeira morte confirmada. Desde então, o número de óbitos no país só aumenta a cada mês. E claro, isso assusta, uma vez que isso não aconteceu em países como Itália e Espanha. Além disso, também vale lembrar que, desde o dia 19 de maio, quando o país registrou mais de mil mortes em um único dia, o número não diminuiu. Hoje, o número de óbitos representa pouco menos de 0,05% da população. Contudo, mais do que números, essas pessoas são filhos, filhas, mães, pais, maridos, esposas, irmãos, irmãs, avós e avôs. Portanto, cada morte representa uma perca na família de alguém. De fato, mesmo colocando isso em números, esses dados representam uma tragédia que é imensurável.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest