• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como surgem as fobias?

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      22/10/19 às 15h57

Levar um susto ao ver uma aranha ou ficar desconfortável diante de uma plateia, são reações comuns. Afinal, tais angústias surgem mesmo quando nos deparamos com situações que julgamos inesperadas ou, até mesmo, pouco habituais. Em contrapartida, quando tais angústias tornam-se excessivas e, claro, persistentes, pode ser um sinal de aparecimento de fobias.

Em suma, as fobias afetam milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país com maior percentual de pessoas com transtornos de ansiedade. Cerca de 9,3% dos brasileiros sofrem desse problema de saúde mental, incluindo as fobias gerais.

Analogamente, se não forem tratadas, as fobias podem acarretar diversas complicações. Tais transtornos, se não forem acompanhados por especialistas, podem afetar diretamente a rotina e as relações sociais do indivíduo. Além disso, podem também ocasionar limitações no trabalho, na escola ou em atividades rotineiras.

Mas, afinal, de onde vem as fobias?

Antes de tudo, para compreender melhor tal o tema, é preciso entender o conceito de fobia. Em suma, a fobia é um medo irracional de algo que é improvável que cause danos. A palavra em si vem da palavra grega phobos, que significa medo ou horror. Por isso, quando alguém tem uma fobia, normalmente esse indivíduo vivencia um medo intenso de um determinado objeto ou situação.

Nesses casos, a proporção que o medo alcança é imensurável. Além disso, seis em cada dez pessoas, com fobias, conseguem se lembrar da primeira vez que o sentimento de medo foi capaz de provocar sensações ou, até mesmo, crises de pânico.

Mas por qual motivo uma pessoa desenvolve uma fobia? De acordo com alguns neurocientistas, acredita-se que fatores biológicos estão relacionados com surgimento de fobias. Por exemplo, encontrou-se um aumento do fluxo sanguíneo e maior metabolismo no lado direito do cérebro, em pacientes fóbicos. Há relatos até de casos de gêmeos idênticos, que foram educados separadamente e que, mesmo assim, desenvolveram um mesmo tipo de fobia.

Ainda segundo especialistas, acredita-se que nós nascemos preparados biologicamente para adquirir medo de certos animais e situações, como ratos, animais peçonhentos ou de aparência asquerosa (como sapos, lesmas ou baratas). Basicamente, isso ocorre porque esses temores foram importantes para a sobrevivência da espécie humana, há milênios. Para os especialistas, mesmo séculos depois de nossa existência, ainda trazemos essa informação.

Além dessas justificativas, especialistas defendem uma outra razão, que ocasiona o desenvolvimento de fobias. Para alguns profissionais, tais fobias surgem devido ao fato de associarmos perigo à coisas ou situações que não podemos prever ou controlar.

O que influencia o surgimento das fobias?

Em linhas gerais, assim como outros transtornos de ansiedade, acredita-se que as fobias atingem pessoas que formam grupos de risco para a efetivação dos sintomas. Para especialistas, a fobia, geralmente, se manifesta na infância. Entretanto, pode aparecer na pré-adolescência ou na fase adulta.

Em suma, os grupos, com mais chances de desenvolver fobias, são compostos por pessoas que cresceram, em ambientes familiares marcados por muito estresse e preocupação. Em segundo plano, as experiências negativas ou situações mal resolvidas também são fatores de influência.

No entanto, outros aspectos de ordem social e comportamental também são gatilhos para a determinação dos grupos de risco, para transtornos fóbicos.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+