• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como vai ser o estádio de futebol do dono da Havan?

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      06/11/19 às 10h20

Luciano Hang, dono da empresa Havan, tem um novo projeto. Em suma, o empresário quer construir uma arena moderna em seis meses. Com custo inicial de R$ 15 milhões, o empreendimento aporta 15 mil pessoas. Inicial, a ideia de se construir a arena originou-se de uma promessa, por parte do empresário ao Brusque FC. Neste ano, o clube foi campeão da Série D do Campeonato Brasileiro.

Mesmo partindo de uma promessa, o dono da empresa Havan, que tornou-se notório pelo apoio ao presidente Jair Bolsonaro, deseja transformar a agremiação catarinense em clube-empresa para, posteriormente, controlá-la.

Em síntese, a Havan tem sede em Brusque. A cidade catarinense está localizada a cerca de 100 quilômetros de Florianópolis. Além disso, a Havan é também a principal patrocinadora do time da cidade. Analogamente, Hang também é amigo pessoal do presidente do clube, Danilo Rezini.

Rezini, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte, revela se sentir à vontade com a rede de lojas, tomando frente do clube. "Queremos que a Havan toque isso [clube-empresa]. Sem ela, o Brusque não teria a mínima condição de estar em ação", afirmou o presidente do clube.

O projeto

Em suma, há dois planos separados. Basicamente, o primeiro envolve a construção do estádio. O local onde será construído foi entregue em comodato pela Prefeitura Municipal de Brusque. Já o segundo plano norteia a transformação clube-empresa.

De acordo com o UOL Esporte, até o momento, o "Brusque S/A" é apenas tema de conversas entre time e patrocinadora. Analogamente, mais próximo da realidade encontra-se a construção da arena. Para que a construção do empreendimento comece, é preciso aguardar a conclusão de alguns trâmites junto ao poder público.

O dono da Havan e o clube são amigos de longa data. Ambos os projetos originaram de uma relação que o UOL Esporte classificou como quase sanguínea. "Nós queríamos que o Luciano Hang deixasse um dos filhos dele como presidente do clube, mas ele diz não querer. São apenas detalhes, mas se ele tomar a frente, a possibilidade de sucesso do clube é até maior", aposta o presidente.

Detalhes

Inicialmente, estima-se que seriam necessários R$ 15 milhões para construir o complexo esportivo. Comparado ao custo médio de arenas inauguradas recentemente, o valor é baixo. A Arena Corinthians, por exemplo, custou mais de R$ 1 bilhão, enquanto o palmeirense Allianz Parque saiu por mais de R$ 600 milhões.

Ainda assim, Luciano Hang promete seguir com o ambicioso plano: construir dois campos de treinamento e um estádio com capacidade para 15 mil pessoas. E tudo isso em apenas seis meses.

"A empresa construiria o estádio para o clube, com investimento sem dinheiro público. Não quero dizer uma doação, mas o estádio em seguida seria entregue ao Brusque FC para nós usarmos", projeta Rezini.

Basicamente, as obras deveriam começar em agosto deste ano. Entretanto, de acordo com os envolvidos, houve atraso "por burocracias". Por enquanto sem estádio, o Brusque ainda não sabe onde mandará seus jogos no Campeonato Catarinense de 2020.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou no início de outubro o calendário para 2020. Em suma, os estaduais terão 16 datas, de 22 de janeiro a 26 de abril. Assim, o Campeonato Catarinense terá de mudar. Não será mais possível que os 10 clubes joguem todos contra todos, em turno e returno, na primeira fase, pois isso, se exige 18 rodadas. Além disso, a competição teve semifinais e final em 2019, totalizando 20 datas.

Próxima Matéria
Via   UOL  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+