icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Confira 10 histórias sinistras inspiradas nos clássicos da Disney

POR A redação    EM Curiosidades      29/08/15 às 20h06
capa do post Confira 10 histórias sinistras inspiradas nos clássicos da Disney

Muitas pessoas não sabem, mas antes de gravarem os clássicos nas mãos de Walt Disney, os contos infantis eram muito mais sombrios. Isso mesmo! Você sabia que a versão dos Grimm de Cinderela, não é tão encantadora quanto nos filme? Em vez de apenas tentar colocar seus pés no sapatinho de cristal, as meias-irmãs vão muito além. Isso tudo porque uma delas corta os dedos dos pés e a outra mutila parte de seu calcanhar! Não da pra acreditar.

Os clássicos como Cinderela, Branca de Neve, Bela Adormecida têm uma história sinistra originalmente. A ideia era preparar as crianças para os problemas mundo afora. Mas cai entre nós, os pais antigamente eram muito mais assustadores do que os de hoje em dia.

A intenção não é destruir sua infância, mas prepare-se para conhecer as 10 histórias mais sinistras dos clássicos da Disney!

Mogli - O menino Lobo

A versão da Disney não é considerada uma versão original do conto de Rudyard Kipling. Isso tudo porque quando Mogli retorna para a sociedade, ele não é recebido com braços abertos. Na verdade, o menino é expulso novamente para a selva, e a única família que lhe ajudou é torturada. Você imaginava isso?

No filme ele pede ajuda a Hathi, um velho elefante que cuida de Mogli por um tempo. No livro, o elefante é uma criatura sedenta pelo sangue pelos seres humanos que o feriram. E no fim, Hathi, Bagheera, Mogli e uma matilha de lobos se vigam dos "homens civilizados" destruindo toda a aldeia.

Rapunzel

Como todos sabem, Rapunzel é mantida presa numa torre pela cruel mamãe Gothel. Seus cabelos gigantescos serviam para manter contato com o príncipe, que roubou sua tiara sem saber a dona do acessório. Rapunzel recupera a tiara e faz um acordo com o príncipe: ela entrega o objeto se ele ajudá-la a sair de lá, para ver as luzes do dia do seu aniversário.

Mas a versão original é um pouco diferente, logo nos primeiros encontros com o príncipe, Rapunzel fica grávida, algo descoberto pela feiticeira ao ver a barriga da prisioneira. Quando o príncipe se depara com os cabelos cortados de Rapunzel, ele acredita que ela esteja morta, e se joga da janela, ficando cego com espinhos no solo. Rapunzel dá a luz a gêmeos e suas lágrimas fazem o príncipe enxergar novamente.

Cinderela

No filme da Disney de 1950, a madrasta de Cinderela a tranca no sótão antes que o príncipe encantado chegue, e assim ele nunca saberia sobre sua identidade, e suas irmãs de criação poderiam experimentar o sapatinho de cristal. No final Cinderela escapa da crueldade e ela com seu príncipe vivem felizes para sempre.

Na história original, em vez de apenas tentar colocar seus pés no sapato, as meias-irmãs vão muito além. Uma delas corta os dedos dos pés, e a outra mutila parte de seu calcanhar. Dá pra imaginar? Cinderela não perdoa suas irmãs e em seu casamento, faz com que os pássaros biquem os olhos das megeras.

Branca de Neve

Depois de ser expulsa de casa, Branca de Neve é levada para longe com os Sete Anões. Quando a rainha a encontra, faz com que rapidamente Branca coma a maçã envenenada. Depois de cair em um sono profundo, ela é despertada pelo príncipe encantado.

Na versão original, Branca pode ser considerada diabólica. Isso porque ela convida a madrasta para seu casamento com o príncipe encantado e, em seguida, ela dá um par de sapatos feitos de ferro quente e força a megera a dançar com eles até sua morte na festa de casamento.

Frozen

Quando Elsa acidentalmente revela seus poderes secretos para o reino, ela foge e sua irmã Anna vai atrás dela. Anna salva seu reino ao sacrificar-se ao amor de sua irmã, mas logo é trazida de volta e fica tudo bem.

Embora não ter um "feliz para sempre", na história original as duas protagonistas não são irmãs, mas sim melhores amigos de infância: Gerda e Kai. Um dia a Rainha da Neve aparece para Kai e ele começa a ver todas as coisas boas como as más e feias. Naquele inverno, ele foi enfeitiçado pela Rainha da Neve, que o beija duas vezes, uma para entorpecê-lo, e outra para fazê-lo esquecer de Gerda e sua família.

Aladdin

Aladdin e seu macaco são enganados por Jafar, que lhes pede para resgatar uma lâmpada em uma caverna. Eles ficam presos, mas quando esfregam a lâmpada, libertam um gênio que concede a Aladdin três desejos. Aladdin sonha em usar os desejos para casar-se com a princesa Jasmine, mas Jafar tenta enganá-lo várias vezes para recuperar a lâmpada. No final, o Sultão permite que Aladdin se case com Jasmine. Jafar é sugado para dentro de uma lâmpada.

A história original é bem diferente. Existem dois gênios na lâmpada: um mais fraco, que leva Aladdin de volta à sua mãe, e um segundo, mais forte, que concede os três desejos. Ele pede riqueza, um castelo e se casa com a princesa. O feiticeiro tenta roubar a lâmpada da esposa de Aladdin, mas ele usa um anel mágico para recuperar o objeto. Aladdin pensa apenas em si mesmo, nunca liberta o gênio da lâmpada. Ele batalha com o feiticeiro e mata-o. Mas o irmão do feiticeiro tenta matar Aladdin. Novamente, o herói escapa e mata o segundo adversário, vivendo rico para sempre.

Pinóquio

Pinóquio é o famoso boneco que ganha vida. Seu amigo Grilo lhe aconselha a não se meter mais em confusões, mas ele não dá ouvidos. Para esconder suas ações, ele mente ao seu criador, Gepeto, e a cada mentira, o nariz de Pinóquio cresce mais. Um dia, ele é obrigado a salvar o pai, preso dentro de uma baleia. Com a ajuda de uma fada, torna-se humano.

A versão original conta que o personagem é muito mais manipulador. Assim que aprende a falar, ele foge de casa. Quando o grilo falante tenta dar bons conselhos, Pinóquio se irrita e mata o amigo com uma martelada na cabeça. Dá pra imaginar essa cena? Depois, ele fala com mortos e fica agonizando quando dois perseguidores o enforcam. Ele escapa. Gepeto é engolido por um tubarão, ao invés de uma baleia. No fim da história, Pinóquio está à beira da morte.

Peter Pan

Peter Pan é um garoto que não quer crescer. Com ajuda do feitiço da fada Sininho, ele ensina Wendy e seus irmãos a voarem até a Terra do Nunca, um lugar onde o tempo passa de maneira diferente. Lá, o Capitão Gancho tenta se vingar de Peter Pan, pois atribui ao garoto a culpa de ter perdido uma de suas mãos em uma batalha.

A história de J.M. Barrie não foi tão modificada. Com algumas exceções sórdidas. Quando os Garotos Perdidos envelheciam, o próprio Peter Pan se encarregava de matá-los, para evitar a superpopulação na Terra do Nunca. Outra história, "Peter Pan in Kensington Gardens", sugere que o garoto enterrava cadáveres diariamente, incluindo bebês que se perdiam e eram assassinados.Que loucura!

Gato de Botas

Um plebeu é apaixonado por uma princesa, e a gata preta dele se apaixona pelo gato branco dela. Para se casar com a princesa, ele supostamente vence uma batalha contra um touro (com a ajuda de uma máquina de hipnose) e impressiona o rei a ponto de ser escolhido como futuro marido de sua filha. Por causa do plano, feito com ajuda do gato, o felino exige como pagamento um par de botas. O rei descobre o passado do plebeu e fica furioso, mas o homem apaixonado foge com a princesa.

A história original tem duas versões, a primeira conta que três irmãos recebem heranças diferentes do pai: um ganha uma fortuna, o outro fica com poucas posses, e o terceiro ganha apenas um gato (que na verdade é uma raposa e não usa botas). Mas o gato é esperto, abusa da vaidade e da ignorância alheia, para fazer com que o dono se case com a princesa, e o próprio gato fique rico.

A outra versão diz que dois irmãos recebem heranças muito diferentes. Um deles fica com tudo, e o outro, que tem cinco filhos para criar, torna-se mendigo. O irmão mais velho, arrogante, faz com que o mais novo fique nu e role sobre o trigo, dizendo que o que o irmão pode levar para a família todo o trigo que se colar no seu corpo. Mas o trigo arrecadado não é suficiente. Uma fada-raposa aparece, e consegue um pote de ouro para o irmão mais pobre, que passa a levar uma boa vida.

O cão e a Raposa

A raposa Tod é adotada por uma família humana e torna-se amiga do cachorro Cooper. Mas o dono de Cooper é um caçador, que tenta matar Tod. Os dois são afastados durante muito tempo, e Cooper é treinado para se tornar um grande perseguidor de raposas. Anos depois, em uma perseguição, ele encontra justamente Tod. A amizade prevalece: Cooper protege Tod e os dois ficam próximos mais uma vez.

A versão original conta que Quando Cooper e Tod passam a se perseguir, sem se reconhecer, o cachorro é atropelado por um trem. O dono do cão fica inconsolado, e promete vingança contra a raposa. Ele assassina toda a família de Tod, mas não consegue matá-lo. Mesmo assim, a raposa morre de cansaço, de tanto ser perseguida. Outra versão da história de Daniel P. Mannix sugere que o próprio caçador dá um tiro fatal em Cooper. Quanta maldade!

Fonte: Legião dos Heróis , Adoro Cinema 


Próxima Matéria
avatar A redação
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest