• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Confirmada a primeira morte ligada a cigarros eletrônicos

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      26/08/19 às 18h18

Há muita desinformação sobre os cigarros eletrônicos. A exibição do dispositivo em filmes e programas de TV também leva algumas pessoas a acreditarem que ele é inofensivo à saúde e que poderia ser uma alternativa para quem quer deixar de fumar. No entanto, a realidade parece ser outra.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, uma pessoa morreu no estado de Illinois depois de sofrer uma doença pulmonar misteriosa. Acredita-se que a doença está ligada ao uso de cigarros eletrônicos. A morte aconteceu logo após o órgão anunciar que mais de uma centena de casos semelhantes foram registrados em todo o país.

Illinois

Até o momento não foram divulgados detalhes adicionais sobre a pessoa que faleceu, nem mesmo a idade ou gênero. Sabe-se apenas que a pessoa havia sido hospitalizada com uma doença respiratória severa ocasionada pelo uso de cigarros eletrônicos.

De acordo com o Departamento de Saúde Pública de Illinois (IDPH), cerca de 22 pessoas no estado foram confirmadas com doenças respiratórias dias ou semanas após utilizarem cigarros eletrônicos ou vapers. Ainda de acordo com o órgão, outros 12 possíveis casos estão sendo investigados.

As pessoas que foram confirmadas com doenças respiratórias possuem entre 17 e 38 anos. A maioria apresentou piora gradual dos sintomas como tosse, falta de ar e cansaço. Além da piora, alguns tiveram também vômito e diarreia.

Os primeiros casos foram registrados no final de junho, no estado de Wisconsin. Illinois foi o segundo estado onde novos casos começaram a ser registrados. Com o aumento de ocorrências, no começo de agosto, o CDC, por meio de notificado, pediu que médicos e autoridades da saúde em outros estados começassem a relatar casos similares.

Até agora,150 possíveis casos em 15 estados foram registrados.

O cenário

Em um comunicado, a diretora do IDPH, Ngozi Ezike, disse que "a gravidade das doenças que as pessoas estão enfrentando é alarmante". Para a diretora, "usar cigarros eletrônicos ou vapers pode ser perigoso". "Solicitamos que um time do Centro de Controle e Prevenção de Doenças nos ajuda a investigar esses casos", disse.

Causas alternativas, como um surto infeccioso, foram descartadas. A única ligação existente entre todos os casos é o histórico recente de utilização de cigarros eletrônicos. Como explica o CDC, muitas das vítimas relataram o uso de produtos com tetrahidrocanabinol (THC), elemento químico presente na maconha.

Ainda de acordo com o órgão, os componentes químicos do THC em vapers, bem como o fabrico deficiente dos dispositivos de cigarro eletrônico, são alguns dos fatores que explicam as lesões por inalação que foram observadas nos casos registrados.

Além disso, o órgão informou que nem todos os casos parecem envolver THC ou canabinóides sintéticos mais potentes. Algumas vítimas relataram usar uma variedade de dispositivos. Também não há nenhum produto ou composto específico ligado aos casos.

Outros problemas de saúde também foram relatados por pesquisadores e médicos. Como explicam os especialistas, existe outra série de efeitos sobre a saúde que são ocasionados pelos cigarros eletrônicos, como, por exemplo, convulsões. Em suma, para os especialistas, o melhor é evitar o uso do produto.

Próxima Matéria
Via   UOL  
Imagens Isto É UOL
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+