Congo declara um novo surto de ebola no país

POR Erik Ely    EM Ciência e Tecnologia      02/06/20 às 17h25
foto de destaque

Ontem (01/06), o Governo da República Democrática do Congo anunciou que um novo surto ebola está surgindo no país. De acordo com o governo do Congo, até o momento, já são 6 casos da doença e 4 mortes confirmadas.

Esses novos casos estão ocorrendo na cidade de Mbandaka, na província de Équateur. Além disso, o país, que fica no centro da África, também se encontra na luta contra a ebola de Covid-19 e, atualmente, enfrenta o maior surto de sarampo do mundo.

A Covid-19 não é a única ameaça de saúde enfrentada no mundo

Anteriormente, a cidade de Mbandaka também teve um outro surto de ebola, que durou de maio a julho de 2018 e matou 33 pessoas. "Isso é um lembrete de que a Covid-19 não é a única ameaça de saúde que as pessoas enfrentam", afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. "Apesar de muito da nossa atenção estar na pandemia, a OMS continua a monitorar e responder a muitas outras emergências de saúde", completou.

Atualmente, o país pode estar enfrentando o décimo primeiro surto da doença desde que o vírus foi descoberto, em 1976. "Está acontecendo em um momento desafiador, mas a OMS trabalhou nos últimos dois anos com as autoridades de saúde, o CDC da África e outros parceiros para fortalecer a capacidade nacional de responder a surtos", afirmou Matshidiso Moeti, médica e diretora regional da OMS para a África.

O atual surto está ocorrendo em uma região próxima da fronteira do país. De acordo com a OMS, é esperado que República do Congo tenha outros surtos de ebola. Isso porque, o vírus pode ser encontrado em animais de muitas partes do país. "Para reforçar a liderança local, a OMS planeja enviar uma equipe para apoiar o aumento da resposta. Dada a proximidade deste novo surto a rotas de transporte movimentadas e países vizinhos vulneráveis, devemos agir rapidamente", completou Moeti.

Surtos de ebola e também de sarampo

Entre os anos de 2013 e 2016, uma epidemia de ebola matou 11,3 pessoas no continente africano. Dentro desse período, os países de Guiné, Libéria e Serra Leoa foram os mais atingidos.

Até esta segunda-feira (01/06), a República Democrática do Congo possuía 3.048 casos de Covid-19 reportados à OMS. Além disso, já são 71 mortes pela doença. Contudo, o que mais preocupa no país é o atual surto de sarampo, que representa é o maior do mundo. Ainda segundo a organização, desde 2019, já foram registrados 369.520 casos de sarampo e 6.779 mortes pela doença.

Em parceria com o governo congolês, a OMS e outros parceiros estão buscando US$ 40 milhões para ampliar a campanha de imunização de crianças entre 5 e 14 anos. Somente no ano de 2019, mais de  18 milhões de crianças menores de cinco anos foram imunizadas. No entanto, a infecção voltou a se espalhar novamente após uma queda nos níveis de imunização.

Somente no início deste ano, a OMS formou 60 agentes de saúde do Ministério da Saúde congolês para realizar uma série de serviços com a participação comunitária. Além de também, serviços de educação e vigilância. Até o momento, o país já recebeu US$ 27,6 milhões para controlar o surto de sarampo. Assim, a OMS reconheceu o esforço nas doações, porém, é preciso fazer ainda mais.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
Via   ONU News     G1     World Health Organization  
Imagens ONU News G1
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+