• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça 10 monstros marinhos pré-históricos mais assustadores e mortais que existiram

POR Rafael Miranda    EM Mundo Animal      09/04/15 às 11h13

Muitas criaturas que viveram no nosso planeta podem ser consideradas assustadoras. As grandes criaturas marinhas eram bastante comum no imaginário dos navegantes europeus da Idade Moderna. Há referências, contudo, ao longo de toda a história, sendo um caso mais recente o do Monstro de Lago Ness e o do Kraken, uma das mais antigas lendas. No século XVI, os Europeus acreditavam que quando chegavam no fim do mar havia monstros marinhos.

Claro que os temíveis "monstros marinhos" existiram só que em uma época diferente. A seguir você vai conferir as 10 criaturas mais assustadoras e mortais que viveram no período pré-histórico.

Shastasaurus

9

Shastasaurus foi um réptil marinho pré-histórico que viveu durante o período Triássico da Era dos Dinossauros nos locais onde hoje ficam a Califórnia e o México. Eles tinham uma certa semelhança com os nossos golfinhos. Eles chegavam a medir mais de 20 metros de comprimento. Apesar do tamanho eles não eram terríveis predadores, os Shastasaurus se alimentavam do que achavam em seu caminho.

Dakossauro

10

Dakossauro é um gênero extinto de crocodilo pré-histórico que viveu do período Jurássico Superior até o Cretáceo Inferior. Ele se adaptou a vida na água e sua cauda, braços e pernas se transformaram em nadadeiras. Como ele não é um peixe,o Dakossauro tinha que colocar a cabeça para fora da água para respirar. Isso levou ao animal a ser considerado uma presa fácil pra mosassauros, elasmossauros e outros répteis marinhos. Ele era carnívoro.

Thalassomedon

11

É considerado o verdadeiro monstro do Lago Ness. Eles eram predadores enormes, alcançando comprimentos de até 12 metros. Suas nadadeiras chegavam a quase 2 metros de comprimento, permitindo que nadassem nas profundezas com eficiência mortal.

Nothosaurus

12

O Nothossaurus viveu há aproximadamente 220 milhões de anos atrás durante o período Triássico. Seu corpo não era totalmente adaptado a vida aquática. Ele possuía patas com dedos e unhas, semelhante com um jacaré. O Nothossauro foi um dos maiores predadores aquáticos de sua época. Chegava a ter 4 metros de comprimento.

Tilossauro

13

O Tilossauro foi um réptil marinho que viveu durante o período Cretáceo superior. Possuía cerca de 15 metros de comprimento e era um carnívoro voraz. Uma das características mais marcantes dos Tilossauros foi a extremidade óssea dura do seu focinho. Ele deveria usar seu focinho como arma de impacto para atordoar a presa. Alguns espécimes foram encontrados com o focinho danificado, o que sugere que tal comportamento acontecia.

Thalattoarchon saurophagis

14

Ele foi um réptil marinho que possuía 8,6 metros de comprimento. O 'Thalattoarchon saurophagis' viveu há cerca de 244 milhões de anos. O "monstro", cujo fóssil possui 244 milhões de anos, representa o primeiro grande predador dos oceanos, de acordo com a paleontóloga Nadia Fröbisch, do Instituto Leibniz para Pesquisa em Evolução e Biodiversidade, localizado em Berlim, na Alemanha. Ele possuía grandes dentes que podiam facilmente devorar outros répteis marinhos.

Tanystropheus

15

Com 6 metros de comprimento, vivia maior parte do tempo em terra firme. Caçava peixes e mariscos mergulhando no oceano o pescoço de 3 metros. E, para não virar ele a caça, tinha um belo recurso: seu longo rabo podia ser cortado para escapar de um predador. Depois, se regenerava - igual a uma lagartixa moderna. Viveu no período Triássico, ou seja, no período de 248 milhões a 206 milhões de anos atrás.

Liopleurodonte

16

Foi um carnívoro muito grande e podia chegar a medir cerca de 11 metros de comprimento e com um peso especificado em 5 toneladas. Seus dentes da frente eram maiores que os do Tyranossauro rex, com cerca de 60 centímetros de tamanho. Eram carnívoros que viveram durante os meados do período Jurássico. Era o verdadeiro terror dos mares.

Mosassauro

17

Os mosassauros são répteis pré-históricos que foram os principais predadores dos oceanos do final do Cretácico. Eles eram perfeitamente adaptados à vida em mares pouco profundos. Eram carnívoros e alimentavam-se um pouco de tudo: o conteúdo fóssil do estômago de um único exemplar incluia: um Hesperornis (uma ave), um peixe ósseo, um tubarão e partes de um mosassauro menor. O menor exemplar conhecido media cerca de 3,5 metros de comprimento e o maior 17 metros. Chegaram a pesar até 6 toneladas.

Megalodonte

18

Foi uma espécie de tubarão gigante que viveu entre 20 e 16 milhões de anos atrás no período Mioceno no Oceano Pacífico. Eles era simplesmente assustadores. O tamanho desta criatura era entre 15 e 20 metros, com um peso que podia chegar as 50 toneladas. O Megalodonte era três vezes maior que o tubarão-branco atual. Os dentes chegavam a medir 17,5 centímetros.

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+