• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça 3 animais que antigamente eram lendas

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      10/09/19 às 16h49

A criptozoologia é a ciência que estuda espécies animais lendárias, mitológicas ou hipotéticas. Aquelas criaturas que só foram avistadas por poucas pessoas. Então, quando falamos em criptozoologia, logo vem à cabeça o Pé-Grande, o Abominável Homem das Neves, ou até o Monstro do Lago Ness. Essas, que são criaturas que provavelmente não existem de verdade. Embora essas sejam exemplos de criaturas que pairam apenas o imaginário das pessoas, existem algumas criptas que são reais. Embora, antigamente, elas tenham sido tidas apenas como lendas. Procure um ornitorrinco, um ocapi ou a lula gigante, no passado, e verá do que estamos falando.

Obviamente, todos esses animais agora são ex-criptos, já que eles foram, "oficialmente", descobertos e catalogados como animais reais. Mas, durante muito tempo, eles foram considerados lendas, mitos ou trotes. O ornitorrinco, por exemplo, era considerado algo tão improvável quanto o Pé-Grande. Mas tanto ele, quanto o ocapi e a lula gigante são animais reais mas que, por muito tempo, ficaram entre a linha da zoologia e a criptozoologia.

Ornitorrinco

Nunca um animal de verdade se pareceu tanto com uma lenda, quanto o ornitorrinco. Imagine um animal, com bico de pato, pés de lontra e rabo de castor? É claro que isso não parece fazer parte da realidade. Então, se você fosse um naturalista no século 18 ou 19, você acreditaria que essa criatura fosse uma piada. Quando o zoólogo inglês, George Shaw, recebeu o cadáver de uma criatura da Austrália, em 1799, ele não pôde acreditar no que estava em sua frente. Em sua descrição da criatura para a revista Nature"s Miscellany, ele deixou isso claro. Do começo ao fim do seu relato, ele reconheceu que aquilo poderia facilmente ser uma farsa bem louca. Somente um século, depois da época de Shaw, é que a existência do ornitorrinco foi definitivamente confirmada. E com isso, provou que nada é surreal demais para ser real.

Ocapi

O ocapi também era um animal bem diferente. Enquanto o ornitorrinco vivia em um habitat australiano, isolado da comunidade científica europeia, o ocapi vinha de um lugar bem conhecido deles, a África Central. A criatura se parecia muito com algum tipo de zebra ou burro. Mas, curiosamente, o seu parente mais próximo não era nenhum deles, e sim, a girafa. O ocapi só foi descrito, oficialmente, em 1901. Isso, porque o seu habitat natural geralmente é o lar de animais solitários e silenciosos, que permanecem isolados da convivência humana. Graças à ajuda de habitantes nativos daquela região, é que o zoólogo imperial Harry Johnston teve acesso a um crânio de ocapi e duas peles. Foi através dessa evidência, que a existência da criatura peculiar finalmente foi confirmada.

Lula gigante

Não há lugar melhor, para esconder um animal gigantesco que ainda não foi descoberto, como o oceano. A Austrália consegue abrigar criaturas estranhas, como o ornitorrinco. Além disso, lá, em meio à selva remota, pode-se esconder algo como o ocapi. Mas, só mesmo a profundeza do oceano poderia esconder uma criatura da magnitude da lula gigante. Esse animal gigantesco, que pode atingir mais de 15 metros de comprimento, permaneceu como uma lenda, por milhares de anos. Entre a primeira vez, que se viu a lula gigante e a confirmação da sua existência, se passaram dois mil anos. Os primeiros relatos da lula gigante remotam da época de Aristóteles. E devido as suas proporções surreais, a lula gigante serviu como inspiração para diversos monstros mitológicos, o que reforçou ainda mais a ideia de que não se tratava de um animal real.

A realidade é que as lulas gigantes vivem em uma área do oceano onde os seres humanos não tendem a estar. Por isso, demorou tanto para se confirmar a sua existência. Os primeiros zoólogos, que tiveram contato com lulas gigantes, não conseguiam as distinguir de serpentes do mar e outros monstros das profundezas. Às vezes, até chegavam espécimes de lula à costa, mas, geralmente, apodreciam tão rapidamente que ficava difícil identificar a sua origem e características exatas.  A primeira vez em que se confirmou, que a carcaça de um animal era de uma lula gigante, foi na década de 1870. Mas demorou muito mais tempo para conseguir-se um registro real do animal vivo.

E você, já conhecia esses animais? Sabia de seus passados misteriosos? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+