icone menu


Conheça a história do soldado que se rendeu quase 30 anos após o fim do conflito

POR Erik Ely    EM História      18/07/20 às 20h10
capa do post Conheça a história do soldado que se rendeu quase 30 anos após o fim do conflito

Você sabe quando é hora de desistir? Depois de permanecer décadas recluso, Teruo Nakamura somente se rendeu quase 30 anos após o fim do conflito da Segunda Guerra Mundial. Dessa forma, uma vez que estava representando o exército japonês, o combatente não se rendeu nem mesmo com o final do conflito, em 1945.

Tendo nascido como Attun Palain, nome dado em sua língua nativa, o combatente ficou mais conhecido sob o nome de Teruo Nakamura, de origem taiwanesa. Isso porque, o país foi colonizado pelo Japão, que acabou se aproveitando dos recursos de Taiwan em um dos momentos mais delicados da história do mundo, a Segunda Guerra Mundial.

Ele ficou isolado em uma ilha por décadas

Sendo obrigado a se alistar na Unidade Takasago do Exército Imperial Japonês, Attun Palainrecebeu o nome Teruo Nakamura. Depois disso, em 1943, Nakamura foi enviado para à ilha Morotai, na Indonésia. No relatório de sua missão, ele deveria permanecer na ilha por um longo período de tempo e foi o que o soldado fez.

Em 1944, as tropas aliadas assumiram o controle da ilha. Em seguida, a única solução era recorrer ao exílio e fuga para que uma tragédia fosse evitada. Dessa forma, Teruo, sem comunicação, decidiu se esco nder com um grupo, até a situação fosse controlada. No entanto, esse isolamento durou por décadas, uma vez que o conflito havia terminado.

Sem notícias de fora da ilha e sem saber o conflito havia terminado, ele manteve sua postura militar. Desse modo, por todo esse tempo, ele reuniu conhecimentos de como sobreviver na selva. Na ilha, Teruo construiu uma cabana e vivia de frutas, verduras e da caça. Mas, além disso, ele raramente se deslocava até os centros urbanos em busca de ferramentas. Contudo, ele sempre fez isso de maneira discreta. Afinal, em sua cabeça, o mundo ainda estava em guerra e sua localização não podia ser revelada.

Por que ninguém o avisou do fim da guerra?

Tendo recebido pouca educação, Teruo não estava familiarizado com aquele ambiente que era próximo de uma grande cidade. Desse modo, a constante circulação de aviões em cima de sua   o fizeram acreditar que o conflito não havia terminado. Portanto, o mais seguro a se fazer era permanecer escondido.

Somente em 1974, um voo de reconhecimento encontrou o homem no meio da mata. Nesse momento, Teruo estava nu e não havia sobrado quase nada de seu uniforme. Na época, o caso circulou no mundo todo e Teruo e foi considerado um cidadão mais do que honrado. Dessa forma, ele recebeu a escolha de se naturalizar no país de sua preferência. Porém, mesmo com a escolha, Teruo decidiu se naturalizar em sua terra-natal, uma vez que Taiwan não era mais uma colônia do Japão.

Juntamente com o governo taiwanês, a população japonesa também acolheu o ex-combatente com bastante respeito por seu serviço prestado. Assim, além de todas as honrarias, Teruo também recebeu uma grande quantia em dinheiro dos governos dos países. De volta a seu país-natal, Teruo foi nomeado como Lee Guan-Rui, mas, em 1979, acabou morrendo aos 59 anos, vítima de um câncer de pulmão.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+