Conheça a história por trás do capitão das forças especiais que deu vida ao Rambo

POR Erik Ely    EM Curiosidades      12/04/20 às 16h21
foto de destaque

Todos nós conhecemos a história de Rambo, um personagem criado nos livros, mas que ganhou fama no cinema. Na história, Rambo é um veterano de guerra que precisa lidar com traumas vividos e sua nova vida fora em sua cidade natal. No entanto, o que poucas pessoas conhecem é a história de James Gordon, ou Bo Gritz, o capitão das forças especiais que deu vida ao Rambo.

Ao lembrarmos de Rambo, imediatamente associamos sua imagem ao ator Sylvester Stallone. Contudo, muitos episódios encontrados na história dos filmes e dos livros, aconteceram com Griz enquanto ele estava na guerra.

Um pouco do que Bo Gritz viveu na guerra do Vietnã

Bo Gritz era tão notório pelos seus feitos, que foi considerado um "herói americano", recebendo diversas condecorações. Desse modo, os filmes de Stallone também procuraram ter uma correspondência com sua biografia. Nos longas, o protagonista dizimava 504 pessoas com uma pedra, uma faca, um arco e algumas flechas. Não muito diferente de Gritz que assassinou 400 pessoas e lutou no Vietnã.

Por conta de sua fama na mídia, Gritz também decidiu propagar a informação de que no Sudeste Asiático havia prisioneiros de guerra americanos. Dessa forma, eles estariam lá, depois de term sido capturados por comunistas russos. Assim, o capitão foi enviado para resgatá-los. Contudo, verificou-se que, na realidade, não havia nenhum prisioneiro, mas isso não impediu que essa história se tornasse o enredo de Rambo 2, que é quando a saga começa a distanciar bastante dos livros. Sendo assim, a única diferença é o fato de que ali existiam os prisioneiros dos russos.

Em 1986, Gritz passou a treinar mujahdins afegãos para lutar contra os soviéticos em Sandy Valley, em Nevada. Dessa forma, em 1988, o terceiro filme da franquia acabou por se basear diretamente nessa história. No filme, o enredo se baseia na ajuda de Rambo com a revolta afegã contra os russos. Como resultado, Gritz passou a ver uma relação direta do que vivia e o que era transmitido nas telas do cinema.

Ele passou a ser conhecido como "o verdadeiro Rambo"

Em uma entrevista, Gritz revelou que estranhou a semelhança dos filmes com sua vida. "Quando a terceira parte foi lançada, comecei a suspeitar que minha vida se parecia muito com a de Rambo", afirmou Gritz. Portanto, a partir daí, passou a se denominar como "o verdadeiro Rambo".

No ano de 1998, Gritz tentou cometer suicídio, após sua quarta esposa pedir divórcio. Entretanto, o tiro disparado em si mesmo não o matou. Apesar disso, ele logo se recuperou da depressão que estava sofrendo. Depois do ocorrido, voltou a se relacionar com a mulher e se tornou evangélico. Hoje, Gritz atua propagando a palavra de Deus, o que também pode ser visto em Rambo 4. Isso porque, o personagem viaja até Birmânia, para auxiliar os cristãos e acaba se tornando um deles.

Em 2017, o documentário Erase and Forget, dirigido por Andrea Luka Zimmerman, brincou um pouco com a história de Bo Gritz. Dessa forma, em algumas cenas, o antigo capitão reproduz algumas das cenas encontradas nos filmes dos anos 1980. Depois de tudo que passou, Bo Gritz vive uma vida pacata em seu rancho. Aqui, podemos até fazer um paralelo com o último filme da franquia, "Rambo: Até o Fim", em que o personagem se encontra recluso até precisar voltar ao combate.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+