icone menu


Conheça a história por trás do homem negro que salvou a vida de um supremacista branco em protesto

POR Erik Ely    EM Curiosidades      20/06/20 às 14h21
capa do post Conheça a história por trás do homem negro que salvou a vida de um supremacista branco em protesto

Recentemente, a foto de Patrick Hutchinson, um manifestante negro, viralizou nas redes sociais. Na imagem, Patrick está carregando um supremacista branco em um protesto contra o racismo, em Londres. Segundo o manifestamente, ele precisava levar o homem para um lugar seguro. Isso porque, "a situação não ia terminar bem", afirmou Patrick. "Eu o levantei, o carreguei e o retirei dali", explicou o manifestante.

Até o momento, não sabemos da identidade do homem que estava sendo carregado por Patrick. Além disso, também não se sabe o que, de fato, o supremacista branco estava fazendo no protesto. De toda forma, Patrick recebeu inúmeros elogios por sua ação heroica. "Evitamos que o matassem", afirmou o manifestante.

Eles iam matar aquele homem e Patrick salvou sua vida

Em geral, os protestos antirracistas de sábado (15/06), em Londres, e em outros lugares do mundo, foram pacíficos. No entanto, há lugares que tiveram momentos de confusão. Desse modo, podemos citar a capital da Inglaterra. Na capital, grupos de atividades da extrema direita se infiltraram nas manifestações e criaram confusões. Com isso, mais de 100 pessoas foram presas, apenas Londres, por conta de brigas e ataques contra a polícia de ambos os lados.

Na ocasião, Patrick Hutchinson, que é preparador físico, estava acompanhado de seus amigos na manifestação. Junto com seus companheiros, ele disse que estava lá para apoiar a luta contra o racismo. Contudo, ele sentiu que precisava agir quando viu uma briga no topo de uma escada no centro cultural Southbank Center, próxima da ponte de Waterloo. "O cara acabou no chão e eles foram rápidos em evitar que ele fosse pisoteado", afirmou Hutchinson. "Ao fazer isso, eles criaram uma barreira ao seu redor e eu fui o último a chegar. Eu o peguei, o carreguei como um bombeiro e o tirei lá. Os outros ao meu redor me protegeram e protegeram esse senhor para que não fosse agredido ainda mais", completou o manifestante.

Muito mais do que uma vida foi salva naquele momento

Segundo Hutchinson, algumas pessoas continuaram a tentar agredir o homem, enquanto ele o carregava para um local seguro. O manifestante também afirmou que não estava interessado se ele era racista ou parte de uma organização contrária quando decidiu resgatá-lo. Desse modo, seu único objetivo era evitar uma possível catástrofe. "Eu não pensava em nada, apenas que havia um ser humano no chão. Isso teria terminado mal se não tivéssemos interferido", afirmou Hutchinson. "Não conseguia pensar em nada naquele momento, a não ser salvá-lo", completou.

De toda forma, Hutchinson não se considera um herói. De acordo com ele, a retirada do homem foi um "trabalho de equipe". "Fizemos o que tínhamos que fazer. Evitamos que matassem alguém", continuou. Ainda segundo Patrick, George Floyd, que foi morto por policiais e desencadeou os protestos, "seguiria vivo hoje" se outros policiais tivessem interferido na ação, assim como ele e os amigos impediram o ataque ao homem no sábado.

Sendo assim, muito mais do que uma vida foram salvas naquele momento. Estou salvando o homem que estava a ponto de ser esmagado e espancado. Também estou salvando esses jovens de serem condenados à prisão perpétua", afirmou Pierre Noah, um dos amigos que de Hutchinson que ajudou a resgatar o homem, e que trabalha como segurança.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
Via   BBC Brasil  
Imagens BBC Brasil
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+