• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça a sacola que ao cair no mar vira comida para peixes

POR Erik Ely    EM Ciência e Tecnologia      13/02/20 às 16h18

Recentemente, o biólogo Kevin Kumala criou uma sacola que, ao cair no mar, vira comida para peixes. Feita de mandioca, essa pode ser uma possível solução para os problemas que enfrentamos com o plástico.

Depois de criar o produto, o biólogo desenvolveu e passou a vender produtos que aparentam ser feitos de plástico. Mas não prejudicam o meio ambientes por possuírem como matéria-prima, o tubérculo.

Uma nova forma de produzirmos plástico

No ano de 2014, Kevin criou a empresa Avani Eco, em Bali, na Indonésia. Lá, ele vende sacolas, canudos, talheres, copos e embalagens, todos feitos com materiais sustentáveis. Contudo, ao contrário do plástico que conhecemos, o tempo de decomposição deles é de cem dias, enquanto o plástico leva 400 anos. "Nossos sacos de mandioca de tamanho médio podem transportar até 8 libras (3,5 kg) se transportar produtos secos", diz o perfil da empresa no Instagram que pode ser encontrado aqui.

Segundo o site da empresa, ela já conseguiu substituir três toneladas de produtos não sustentáveis desde 2016. Para imaginarmos esse número, ele pode pode ser comparados a 100 Jeep Chreokee ou 1000 Honda Vario."Nós buscamos continuamente nos tornar uma ponte para ajudar e encorajar iniciativas que gerem um impacto sustentável para o meio ambiente. Encorajando o uso "responsável" como valor central dos três fatores chave: reduzir, reutilizar, reciclar", diz o site da Avani Eco.

Para se ter uma ideia, em 2050, o mundo terá produzido 33 bilhões de toneladas de plásticos. E para se decompor, todo esse material levará cerca de 400 anos. "Bali é um lugar paradisíaco, porém o lixo plástico já tem prejudicando nosso ecossistema. Por isso, criamos soluções naturais para substituir o uso de componente", disse Kevin Kumala, biólogo e fundador da empresa. Além do amido de mandioca, outros produtos também utilizam materiais naturais em sua fabricação. Por exemplo, copos e canudos feitos com amido de milho e marmitas produzidas com extrato de cana-de-açúcar.

Luta para deixarmos de lado as sacolinhas plásticas

De fato, o uso desenfreado de sacolas plásticas tem causado sérios problemas. Por exemplo, podemos citar a poluição a vida marinha, mas também, a poluição tem prejudicado os seres humanos. Com isso, cientistas já provaram que há microplásticos em nosso corpo e que, inclusive, causam danos à saúde. Pensando nisso, o modelo proposto pela Avani Eco, pode ser uma possível solução para essa problemática.

Mesmo sendo quase invisíveis ao olhos humanos, já sentimos os estragos feitos pelos microplásticos. De todo modo, eles não ultrapassam os 5 milímetros. Dessa forma, plânctons e pequenos animais se alimentam do plástico contaminado e, ao serem comidos por peixes maiores, propagam a intoxicação. No final da cadeia, inevitavelmente, é o ser humano que irá se ser contaminado, ao se alimentar desses peixes. Entre os problemas envolvendo o plástico, estão disfunções hormonais, imunológicas, neurológicas e reprodutivas.

De todo modo, mesmo que não tenhamos um acesso tão facilitado ao plástico criado por Kevin, ainda podemos tomar outras medias. Por isso, utilize menos, reutilize e recicle produtos que sejam feitos de plástico. Além disso, processos de coleta seletiva são fundamentais, para lidarmos com o plástico que já estamos produzindo.

Próxima Matéria
Via   Portal F11     eCycle     Recicla Sampa  
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+