• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça Lâmia, a terrível vampira da mitologia grega

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      29/07/19 às 19h24

Lâmia era uma mulher sedutora e extremamente poderosa. A sua beleza causava impacto da mesma maneira em que também amedrontava todos ao seu redor. Ela é filha de Poseidon e da Líbia, que foi capaz de cativar até mesmo o todo-poderoso Zeus. Às vezes, diz-se que seu ímpeto de monstro se mescla com a aspereza de sua aparência física. Seria uma espécie de predadora que estava acostumada a se alimentar de amantes que se rendiam aos seus pés. A vida da mulher teve um curso normal ao longo do tempo. Porém, sua maldição veio no dia em que Zeus se apaixonou por ela.

Hera não conseguia controlar o ciúme impulsivo em razão disso. Como consequência, castigou a jovem. Hera matou seus filhos e condenou-a a nunca mais poder fechar os olhos, de modo que a imagem devastadora de seus próprios filhos falecidos permaneceriam para sempre em sua memória.

Felizmente, Zeus teve pena do que acontecera à Lâmia. Por isso, permitiu que ela tivesse o dom de tirar os próprios olhos sempre que quisesse descansar. No entanto, o mal já estava feito. Lâmia não podia deixar de punir os filhos de outras mães, motivada por uma inveja descomunal. Ela rasgava a carne de suas vítimas e sugava o sangue.

Lâmia, a rainha da Líbia

Uma vez punida pela Deusa Hera, Lâmia retornou à Líbia. Dizem que ela foi nomeada rainha. De acordo com algumas tradições, também foi condenada a se tornar uma cobra, rastejando no chão como o próprio animal. Este é um aspecto que não aparece unanimemente em todas as culturas.

Porém, algumas questões coincidem. O mito é enveredado pela crescente inveja de Lâmia em razão das mães que podiam cuidar de seus filhos. Por isso, aproveitava as noites para entrar pelas janelas e sacrificar as crianças, alimentando-se com o sangue delas.

Chegou um momento em que Lâmia simplesmente começou a se divertir com isso. Era muito comum entre as mães gregas e romanas ameaçar seus filhos. Elas dizia-lhes que, se não se comportassem bem, a rainha Lâmia viria para levá-los embora. Em muitas representações, Lâmia aparece na forma de uma cobra, abraçando e sugando o sangue das crianças.

Representações

Após o Renascimento, a criatura foi celebrada pelos poetas e pintores do período romântico, que enfatizaram a tragédia de sua história em vez do horror de sua forma monstruosa. O mais famoso desses poemas é "Lamia", de John Keats, que foi referenciado repetidas vezes em outros escritos sobre ela.

Em muitas culturas, é conhecida como "La llorona" ou a rainha "Lamiak". A sua presença, de acordo com a mitologia, é ouvida pelas lamentações distante. Quando menos se espera, ela consegue entrar nas casas da população para levar seus filhos.

Ela, com sua fascinante trajetória na mitologia grega, se destaca como uma das primeiras antecedentes do vampirismo moderno. Lâmia na tradição greco-romana, Lilith na cultura hebraica... são muitos os nomes para uma única imagem tão assustadora quanto enigmática.

Próxima Matéria
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+