icone menu


Conheça a linda vila holandesa projetada para idosos com Alzheimer

POR Maria Ritha Paixão    EM Compartilhando coisa boa      22/04/19 às 16h24
capa do post Conheça a linda vila holandesa projetada para idosos com Alzheimer

Abrigo para idosos agora é coisa do passado. Na Holanda, uma vila projetada para pessoas na terceira idade, vítimas do Alzheimer, é a invenção da vez. Hogeweyk é o nome do local mais bem assistido do planeta. Para cuidar bem dos moradores, enfermeiros e especialistas estão sempre ao dispor da população.

Vale lembrar que os habitantes não são comuns. Cada senhor e senhora dali têm horários, medicamentos e necessidades diferentes a serem cumpridas e atendidas. A boa notícia é que a sensação de lar e utilidade de cada um gerou resultados positivos na rotina dos idosos.

A liberdade e atenção dada aos "pacientes" diminuiu a quantidade de medicamentos. O dia a dia ativo estimula o organismo de cada pessoa, diferente dos asilos convencionais. A autonomia de cada idoso é primordial para manter esse sistema.

Os zeladores das 23 casas construídas na Vila Hogeweyk cuidam para não invadir a privacidade dos lares e tirar a autoridade dos moradores. Sempre dispostos a prestar esse auxílio, fazem o serviço em comunhão e respeito aos idosos que podem, sem problemas, solicitar a ajuda.

Além das casas da Vila, o ambiente funciona como qualquer outra cidade. Aos sair nas ruas, você pode encontrar supermercados, cinemas, parques e praças bem adaptados para transitar com segurança. Dá até vontade de mudar para um lugar assim, com tanta tranquilidade.

Tornar tudo isso real é o desafio do projeto. Para alcançar esse objetivo, os funcionários são capacitados. É quase um crime violar a liberdade dos moradores. Cada um tem a responsabilidade de ir fazer as próprias compras e as próprias refeições em casa.

Os funcionários ajudantes são quase como amigos dos idosos. Se vestem de trajes comuns e simplesmente fazem parte do dia a dia no local. As casas são altamente aconchegantes e organizadas. O clima de lar e pertencimento é muito grande. Nada mais justo do que um fim da vida confortável e feliz em uma vila como esta.

Segundo o site The Atlantic, "os residentes são cuidados por 250 enfermeiros e especialistas em tempo integral e parcial, que vagueiam pela cidade e possuem uma infinidade de profissões na vila, como caixas de supermercado e atendentes".

Os vizinhos podem ser os empregados das casas e são escutas atentas para as várias histórias contadas pelos anciões da Vila. E, principalmente, sem julgamento algum. A única função desses "empregados do lar" é dar apoio na situação.

Funcionamento

Está se perguntando como tudo isso funciona? A moeda de troca não é o dinheiro aqui. A moradia já é o financeiro que move o sistema. A Vila localizada nos corredores de Amsterdã tem o tamanho de 10 campos de futebol. Com 152 habitantes residentes é uma versão de The Truman Show.

Todo o perímetro conta com monitoramento de câmeras a todo o momento. Uma conscientização para estimular a visita de parentes e amigos também é feito e fazem de toda a projeção mais real. Apesar dos profissionais também morarem no local, nada é caracterizado de forma que pareça um ambiente hospitalar, ou de cuidados.
Esse é o diferencial do lugar e está fazendo a felicidade de muitos idosos que, com certeza, ficaram tranquilos por saberem que não irão parar em nenhum daqueles lares comuns para idosos.

Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
Via   The Atlantic  
Imagens Awebic
avatar Maria Ritha Paixão
Maria Ritha Paixão
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+