• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça o primeiro objeto interestelar que caiu na Terra

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      25/04/19 às 14h49

Em outubro de 2017, um objeto estranho foi avistado por astrônomos. Os cientistas nomearam o objeto de Oumuamua, que quer dizer "mensageiro de muito longe que chega primeiro" em havaiano. Naquela época, os astrônomos afirmaram que esse é o primeiro visitante interestelar que havia caído na Terra. Pelas proporções e características do objeto, não deixa de ser uma descoberta bastante impressionante. Mas será mesmo que o Oumuamua foi o primeiro objeto interestelar a passar por aqui?

Segundo um professor e estudante de Harvard, não. Em um artigo documental, que ainda está em fase de revisão, publicado em um site de astronomia, se argumenta que o Oumuamua não foi o pioneiro, e que outro viajante interestelar passou pela Terra no dia 6 de janeiro de 2014.

O objeto

O professor da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Avi Loeb e o estudante de graduação, Amir Siraj, são os autores do estudo. O documento ainda passará por revisão, mas eles afirmam que outros objetos interestelares passaram pela Terra bem antes do Oumuamua. "Seria de se esperar uma abundância muito maior de objetos interestelares menores, com alguns deles colidindo com a Terra com frequência suficiente para serem notados", escreveram os pesquisadores.

Para descobrir se algum desses "objetos interestelares menores" passaram ou não pelo nosso planeta antes, os pesquisadores analisaram os registros do catálogo do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (CNEOS). Esses registros mostram as coordenadas geográficas e geocêntricas desses objetos. Além dos componentes de velocidade para objetos extraterrestres detectados pelos sensores.

Mas para que um objeto consiga escapar da força gravitacional de uma estrela e viajar de um sistema solar para outro, é necessário viajar a uma velocidade incrivelmente rápida. Sendo assim, Siraj e Loeb focaram nos objetos mais rápidos já registrados.

Um deles chamou a atenção dos pesquisadores. O objeto foi identificado no dia 6 de janeiro de 2014, próximo ao Manus Island, Papua Nova Guiné. O viajante interestelar tinha uma velocidade heliocêntrica de pré-impacto extremamente alta. O objeto tinha proporções pequenas se comparado ao Oumuamua, medindo apenas 0,9 metro de largura. Ele estava voando pelos céus a uma velocidade de 216 mil quilômetros por hora, o que sugere que ele possivelmente estava desvinculado do Sol.

Viagem interestelar

Os pesquisadores utilizaram simulações de computador para calcular a trajetória do objeto rastreando seu caminho de volta no tempo. "Seu tamanho, trajetória e excesso de velocidade excluem a possibilidade de estarem gravitacionalmente espalhados dentro do Sistema Solar antes do impacto", explicam os pesquisadores no artigo.

Eles encontraram ainda dois outros objetos interestelares nos dados, que cobrem os últimos 30 anos de observações. Mas somente um deles tinha uma órbita semelhante a ligada ao Sol. O outro, no entanto, era difícil de confirmar suas origens interestelares.

Mesmo assim os cientistas afirmam que há de fato três objetos com potencial para serem de origem interestelar que passam pela Terra a cada 30 anos. A NASA afirma que objetos interestelares como esses passam pelo Sistema Solar com certa frequência. Mas como são muito pequenos, fica difícil detectá-los.

O caso do Oumuamua foi um marco, porque além de suas origens interestelares, ele tinha grandes proporções e formato peculiar. Além de ser um asteroide e não um cometa, como os cientistas esperavam.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+