icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Conheça o único cemitério pirata descoberto

POR Jesus Galvão EM Entretenimento 15/10/18 às 15h59

capa do post Conheça o único cemitério pirata descoberto

Desde o começo das navegações, grupos de homens que saqueavam as embarcações pelos sete mares começaram a surgir. Estes homens foram chamados de piratas. Em suas ações, eles levavam escravos, mercadorias e os próprio navios. Além de manterem em cativeiro pessoas importantes para pedir resgates. Os piratas rapidamente se tornaram temidos no mundo todo.

Eles se instalavam em partes do mar que não pertenciam a nenhuma jurisdição e montavam suas bases em ilhas distantes das grandes metrópoles. Um dos locais escolhidos pelos piratas foi a Ilha de Santa Maria, em Madagascar, onde está localizado o único cemitério pirata do mundo.

A Ilha de Santa Maria

Entre o século XVII e XVIII, a ilha de Santa Maria se tornou um grande lar para piratas. Até o século XVII, eles costumavam a navegar pelas águas do Mar do Caribe, onde embarcações espanholas, que transportavam muitas riquezas, passavam. Entretanto, eles começaram a desviar suas rotas e assim também fizeram os piratas.

Em 1700, a ilha foi escolhida como base para as frotas de cerca de mil homens de 20 navios piratas, que usavam as águas da região para fazer seus assaltos e acumular suas riquezas. A ilha estava localizada entre o Mar Vermelho e o Oceano Índico, duas rotas comerciais essenciais para a época.

Assim, em Santa Maria, os piratas encontraram refúgio, com comida e água em abundância, onde eles não precisariam se preocupar com nenhuma potência europeia reivindicando o lugar, uma vez que ela não pertencia a eles. Nomes como John Avery, William Kidd e Olivier Levasseur são alguns dos piratas mais renomados que atracaram seus navios na ilha.

Alguns até mesmo formaram famílias, que residiam no local, enquanto eles iam em busca de aventuras e fortunas mar afora. Alguns acabavam não voltando vivos de suas missões. Sejam por ferimentos causados em combates ou doenças contraídas nas viagens, seus corpos acabavam sendo enterrados na ilha.

O cemitério

Muitos locais eram usados na ilha como cemitérios para os piratas. O mais bem preservado fica próximo a capital de Santa Maria, Ambodifotatra, e possui cerca de 30 lápides. Algumas delas possuem símbolos piratas gravados, como caveiras e ossos cruzados. Este cemitério é considerado o único autenticamente pirata do mundo.

Na ilha foi criada uma espécie de colônia anárquica chamada Libertatia. Os ideais baseados na liberdade, fraternidade e igualdade acabaram atraindo muitas pessoas que acabaram encontrando na pirataria um estilo de vida e uma forma de deixar seu legado no mundo. Países afetados diretamente pelos saqueamentos de suas embarcações acabaram propondo aos piratas uma anistia e, assim, muitos deles retornaram para seus países.

Santa Maria tem se tornado uma forte aposta dos turistas, que veem na ilha uma forma de viver as fantasias que as histórias sobre esses piratas inspiram. Além do cemitério, na Baía de Forbans, há ao menos quatro navios antigos para serem visitados.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.


Próxima Matéria
Via   Supercurioso  
avatar Jesus Galvão
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest