• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Conheça os verdadeiros animais por trás de Procurando Dory

POR PH Mota    EM Natureza      08/07/16 às 15h08

Um pequeno peixe azul sem memória que fez sucesso nos cinemas em 2003 está voltando às telas 13 anos depois de conquistar crianças e adultos no mundo todo. "Procurando Dory" traz de volta a peixinha que se aliou ao pai de Nemo na busca pelo pequeno peixe-palhaço nos oceanos de todo o mundo.

Vários desses personages - como o polvo Hank e a tubarão-baleia Destiny, ou o peixe-palhaço Nemo e a tartarua Squirt - são facilmente reconhecidos na tela. Mas será que eles reproduzem de maneira fiel suas versões no mundo real?

Nós fomos atrás de curiosidades e imagens dos verdadeiros animais que aparecem na história de retorno de Dory ao cinema e ao fundo do mar para responder essa pergunta para você. Acompanhe alguns dos curiosos fatos sobre as espécies representadas no filme animado.

Dory

1

A espécie da peixinha sem memória é chamada de cirurgião-patela. São peixes de tamanho médio que vivem em regiões de corrente, próximas a recifes de corais. Para se defender ou atacar outras criaturas, possuem lâminas na barbatana da parte de trás do corpo.

Hank

2

O polvo Hank, no filme, é um verdadeiro artista na arte da fuga. Na vida real, existem diversas espécies diferentes - mais de 150 - e a maioria delas vivem em regiões tropicais ou sub-tropicais. São animais sem esqueleto e realmente conhecidos por uma habilidade de fuga, já que podem espremer os corpos em pequenos espaços.

Destiny

3

Destiny é um dos novos personagens na sequência de Procurando Nemo. Nos mares de verdade, os tubarões-baleia podem ser encontrados em regiões costais que vão de Nova York até o Brasil. É a maior espécie de peie do mundo e costuma viver solitariamente, apesar de poder ser visto em grupos em regiões onde há muita comida.

Rudder e Fluke

4

No meio de sua jornada, Dory conhece dois leões-marinhos na costa dos EUA. Diferente das focas, essas espécies são reconhecidas por suas orelhas a vista e por conseguir se movimentar em terras secas, utilizando suas nadadeiras.

Bailey

5

A baleia é apresentada a Dory durante sua passagem por um centro de reabilitação marinho. Bailey é uma baleia da espécie beluga que, apesar de ser branca, quando filhote é mais escura e vai clareando a partir de 5 ou 6 anos. A espécie pode passar 4 metros e pesar mais de uma tonelada.

Nemo e Marlin

6

Famosos desde o filme original, Nemo e Marlin são facilmente identificados como peixes-palhaço. Eles vivem em corais e vivem em parceria com anêmonas. Os peixes se protegem de ameaças e botam seus ovos nas anêmonas. Em retorno, limpam a criatura e a provém alimento com o resto de suas refeições.

Becky

7

Becky é uma ave comum na América do Norte chamada de mobelha. São aves que não tem habilidade para andar em terra mas são exímias mergulhadores. Além disso são reconhecidas por emitir estranhos ruídos que se assemelham a lamentações ou risadas descontroladas.

Tio Raia

8

Retornando em Procurando Dory, está o personagem Tio Raia. Como o próprio nome diz, ele é uma raia da espécie raia-pintada. Possui uma boca que se parece com um bico e uma cauda que pode ter até cinco ferrões.

Lontras

9

As lontras-marinhas bebês do filme não tem nomes, mas certamente chamam a atenção do público. Os animais são encontrados no Oceano Pacífico e são a espécie mais pesada de lontra. Mesmo que consigam viver em terra, são mais encontradas dentro dos mares.

Squirt

10

A pequena tartaruga-marinha também está de volta na nova animação da Disney. Ao lado de seu pai, Crush, faz parte de uma espécie que dificilmente conhece seus verdadeiros progenitores. Na vida real, os ovos de tartarugas são abandonados nas praias e os pequenos filhotes encontram seu caminho até o mar sem ajuda.

Agora que você já é especialista, está pronto para ver (ou rever) a animação com muito mais conhecimento e poder ensinar a todos. Mas não vá fazer isso dentro da sala de cinema e atrapalhar a experiência de ninguém, hein.

Próxima Matéria
Via   Live Science  
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+