• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Coringa bate recorde histórico entre os filmes baseados em quadrinhos

POR Letícia Dias    EM Notícias      13/01/20 às 23h08

Juntamente com 2020, vem uma nova temporada de premiações do cinema. No entanto, dentre todos festivais e cerimônias, nenhum evento é tão memorável, quanto o Oscar. Seguindo todas as celebrações dos sucessos cinematográficos de 2019, iniciados pelo seu desempenho no Festival de Veneza, em agosto do ano passado, Coringa veio surpreendendo, gradativamente, o público e a crítica, por chegar onde nenhum filme baseado em quadrinhos havia chegado antes. Embora muitos considerem o Leão de Ouro e os oito minutos seguidos de ovação, como a primeira vitória do filme, de Todd Phillips, a conquista primordial do longa foi ter conseguido sair do papel.

Não é preciso dizer que Coringa é um filme controverso. Apesar do boicote público, o verdadeiro desafio da produção começou no próprio estúdio. Após um ano de insistência, Phillips finalmente conseguiu a liberação da Warner Bros. para o desenvolvimento de seu projeto. Todavia, a produtora não acreditava no potencial do mesmo. Assim, embora tenha dado sinal verde para as gravações, impôs uma limitação capital. Como resultado, ao contrário dos filmes de mesmo porte, Coringa contou com um orçamento abaixo de 70 milhões, divididos entre vários estúdios. Contudo, foi um equívoco acreditar que esses obstáculos afetariam negativamente o trabalho do cineasta ou a performance de Joaquin Phoenix. Subvertendo toda e qualquer expectativa, Coringa cumpriu sua promessa de ser algo jamais visto.

Agora, após consecutivas conquistas, a história do palhaço alcançou sua maior glória ao ser indicado à 11 categorias do Oscar. Ademais, apesar de ser o candidato mais polarizador do ano, Coringa tem grandes chances de levar a maioria das estatuetas pra casa. Portanto, mesmo sem nenhum resultado, é certo que o longa bateu, mais uma vez, um recorde antes inimaginável para filmes baseados em quadrinhos.

Coringa no Oscar

Há alguns meses atrás, durante o início das campanhas dos filmes para a corrida do Oscar, fizemos nossas apostas em Coringa. Apesar de ter se dedicado da mesma forma que o concorrente nas categorias inscritas, Vingadores: Ultimato acabou sendo indicado apenas ao prêmio de Melhores Efeitos Visuais. Em contrapartida, a produção de Phillips, foi indicada à maioria das categorias nas quais havia se inscrito e ainda foi surpreendido com seu nome entre os concorrentes à Melhor Filme. Esse é o segundo ano consecutivo que uma adaptação de quadrinhos concorre na tão almejada categoria. No ano passado a comunidade nerd foi representada por Pantera Negra e, agora, temos outra chance com Coringa. Ademais, abaixo você pode conferir as outras indicações do longa:

  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor (Todd Phillips)
  • Melhor Ator (Joaquin Phoenix)
  • Melhor Roteiro Adaptado
  • Melhor Cinematografia
  • Melhor Figurino
  • Melhor Maquiagem e Penteado
  • Melhor Trilha Sonora Original
  • Melhor Edição de Filme
  • Melhor mixagem de som
  • Melhor Edição de Som

Embora não seja necessariamente um filme de quadrinhos, já que se trata de uma antítese do mesmo, Coringa tem desempenhado um grande papel nas produções de super-heróis. Através de seu desempenho foi provado que a adaptação dos personagens das HQs podem render histórias com a mesma credibilidade que os outros gêneros. Então, independente do resultado final, é certo que Coringa trouxe uma grande vitória não apenas para si, mas para a indústria cinematográfica no geral.

Próxima Matéria
Via   SR  
Imagens Warner Bros.
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+