icone menu logo logo-fatosnerd.png


Coringa pode dar origem a um novo universo cinematográfico

POR Letícia Dias    EM Notícias      06/01/20 às 16h05
capa do post Coringa pode dar origem a um novo universo cinematográfico

Dentre as maiores surpresas cinematográficas de 2019, certamente, podemos citar Coringa. Embora o filme dirigido por Todd Phillips, já acumulasse altas expectativas - principalmente por sua ligação com o icônico Batman - o mesmo conseguiu subverter tudo aquilo que esperavam dele e fazer melhor. Ao passo que diversas notícias alertaram que o longa estrelado por Joaquin Phoenix se tratava de algo jamais visto, ninguém imaginava a dimensão dessas palavras até testemunhar a produção com os próprios olhos. Contraditoriamente, o motivo de tal sucesso - sua independência audaciosa e autêntica - foi exatamente o mesmo que levou a Warner Bros. a subestimar o projeto. Afinal, após as inesperadas e subsequentes quebras de bilheterias, foi revelado que a companhia dividiu os custos da produção com outros estúdios. Felizmente, apesar de todos os obstáculos enfrentados, do orçamento limitado à tentativa pública de boicote, Coringa se mostrou resiliente, e agora, está colhendo os merecidos frutos.

Além de carregar o título de adaptação dos quadrinhos mais rentável de todos os tempos, Coringa reformulou o modo de fazer filmes de super-heróis. Como resultado das excelentes avaliações e da positiva recepção pública, tem-se especulado que o longa pode ganhar uma sequência. Aliás o próprio Phillips se mostrou interessado na ideia. Enquanto Phoenix tem algumas condições para retornar ao papel do palhaço, parte dos fãs também tem suas ressalvas. Além disso, outros rumores apontam para a criação de uma nova leva de produções inspiradas, no segmento Black Label da DC. No entanto, as notícias mais recentes flertam com a possibilidade de Coringa originar seu próprio universo cinematográfico.

O universo cinematográfico de Phillips

Desde o começo sabíamos que Coringa não faria parte do DCEU. Hoje, sabemos que, de forma alguma, ele se encaixaria no mundo de Mulher-Maravilha, Aquaman e afins. Portanto, a única alternativa restante é que o filme seja o primeiro de um universo à parte. Considerando que toda essa situação ainda é super recente, parece meio equivocado e até absurdo cogitar essa possibilidade. No entanto, esse assunto, acredite se quiser, partiu do próprio Todd Phillips.

Durante uma entrevista para a Variety, no Festival Internacional de Cinema de Palm Springs, o diretor expressou interesse em ver como o Cavaleiro das Trevas se adequaria a essa história. "É uma bela Gotham. Então, eu gostaria de ver alguém abordar como o Batman seria nessa Gotham", disse ele. "Não estou dizendo que vou fazer isso. O que foi interessante para mim, sobre a inclusão do Batman no nosso filme foi: 'Que tipo de Batman essa Gotham faria?'", concluiu o cineasta.

Visto que o final de Coringa deixou abertura para uma continuação, Phillips já tem um ponto de partida. Contudo, será que esse realmente é o caminho a ser seguido? Já vimos que Warner não alcança bons resultados quando se trata de um universo compartilhado. Então, você acha que a produtora deve investir nos filmes independentes ou ousar com um Coringaverso? Concordando ou não, é inegável que seria algo interessante de se ver. Por fim, não esqueça de compartilhar sua opinião com a gente.


Próxima Matéria
Via   IndieWire  
Imagens Warner Bros.
avatar Letícia Dias
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest