• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Corpo do Galactus faz algo bem esquisito quando está morto

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      04/11/19 às 17h03

Os leitores estão acostumados a ver Galactus como um ser todo poderoso. Não por menos, afinal, ele fez parte do antigo universo e, de fato, possui poderes monstruosos. Portanto, imaginar o Devorador de Mundos totalmente sem vida pode ser uma tarefa difícil para a maioria, mas não para Phillip K. Johnson e Leonard Kirk. Em Marvel Zombies: Resurrection #1, eles colocam o corpo do Galactus à deriva no espaço, completamente desfalecido. Porém, ao se tratar de um dos seres mais antigos da existência, nada é tão simples assim.

O mundo foi infestado por um misterioso vírus capaz de transformar as pessoas em zumbis. Os heróis remanescentes na Terra recebem uma mensagem da Capitã Marvel informando sobre o corpo do Galactus abandonado no espaço. Com isso, os Vingadores, o Quarteto Fantástico e os X-Men se unem para tentar lidar com a situação. As três equipes viajam até a localização enviada e encontram o Devorador de Mundos sem vida. Ao melhor estilo de Alien, a história acompanha os grupos enquanto eles adentram o colossal e desfalecido corpo do Galactus. Uma vez lá dentro, nada permanecerá o mesmo.

Os mistérios dentro do corpo de Galactus

No interior do Devorador de Mundos, Reed Richards fica fascinado com o pouco que consegue descobrir a respeito de seu corpo. Richards aprendeu, por exemplo, que a aparência de Galactus é diferente para cada espécie. Os humanos o veem como seu semelhante, assim como um Chitauri também o enxerga como tal. Ou seja, seu corpo adapta conforme os olhos que quem o vê. O mais estranho, contudo, é o fato desse misterioso mecanismo fisiológico continuar mesmo após sua morte. Algo que intriga tanto Reed Richards quanto Tony Stark.

Eles se deparam com mais mistérios a medida em que exploram a fisiologia do Devorador de Mundos. Durante a coleta de amostras, a equipe descobriu que o corpo do Galactus foi escavado e convertido em uma espécie de espaçonave e algum tipo de vida estava por ali. Em paralelo, o grupo liderado por Wolverine e Capitão América tem um encontro nada agradável na outra parte do "corponave". Os heróis se deparam com Capitã Marvel, porém, já transformada em zumbi e toda coberta de sangue. Eles também precisam lidar com as versões "zumbificadas" de Groot, Gamora e Nova.

Sue Storm sugere destruir o lugar e todos irem embora dali. Entretanto, a curiosidade de Richards fala mais alto e ele paga um preço alto demais por isso. Na sequência, Johnny e Sue são infectados por um Surfista Prateado irreconhecível. Começa um combate pela sobrevivência dentro do corpo de Galactus, o qual termina a história em rota de colisão com a Terra.

O gigantesco cadáver revelou ser uma nave transformada no abrigo dos mortos-vivos. Mas as explicações continuam distantes. Galactus é um dos seres mais antigos e poderosos do universo. Então, quem ou o que seria capaz de fazer isso com seu corpo? A própria origem do vírus ainda é incerta. Assim, ainda há muita história pela frente.

Marvel Zombies: Resurrection #1 tem roteiro de Phillip K. Johnson e arte de Leonard Kirk.

Próxima Matéria
Via   CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+