• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


A crosta do litoral de Portugal pode estar se dividindo em duas

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      09/05/19 às 15h57

Portugal, oficialmente conhecido por República Portuguesa, é o lar de algumas das praias mais paradisíacas de todo o mundo. É um país localizado no sudoeste da Europa, com uma área delimitada a norte e leste pela Espanha e a sul e oeste pelo Oceano Atlântico.

Como se não bastasse, ainda é uma nação rica em história, cultura e culinária, representando um dos países europeus mais cobiçados por turistas que buscam novas aventuras e lugares exuberantes para conhecer. E é um dos lugares que os brasileiros mais estão levando em consideração quando pensam em destinos de viagens para a Europa.

O país é conhecido pelos seus incríveis pontos turísticos, é sede de competições mundiais inusitadas, tem um marco de fronteira interessante e é considerado um dos países mais pacíficos do mundo, ocupando o quinto lugar em um ranking mundial.

A paisagem do país também é bastante diversificada tendo áreas montanhosas, terrenos com planaltos e áreas que permitem o desenvolvimento da agricultura, planícies e serras esporádicas.

A costa portuguesa é bastante extensa. São 1230 quilômetros em Portugal continental, 667 quilômetros nos Açores, 250 quilômetros na Madeira onde estão as Ilhas Desertas, as Ilhas Selvagens e a Ilha do Porto Santo. A costa formou belas praias com uma variedade grande entre falésias e areais.

Além disso, a terra dos nossos colonizadores sofreu algumas coisas. Em 1969, um grande terremoto atingiu o litoral de Portugal e começou um tsunami que matou mais de dez pessoas. E essa não foi a primeira vez que uma coisa desse tipo aconteceu.

No século XVIII, um terremoto pior que o tsunami aconteceu e atingiu na mesma área. Esse terremoto matou 100 mil pessoas e destruiu a cidade de Lisboa. Com esse incidente, estima-se que dois terremotos no período de 200 anos não é uma frequência muito preocupante.

Terremoto

Mas uma coisa deixou os cientistas intrigados. O lugar onde esses terremotos aconteceram é uma região com o chão do oceano liso, sem falhas ou rachaduras. Geralmente, os terremotos acontecem nas regiões onde há um encontro de placas tectônicas.

O porquê desses tremores tem uma teoria. É a de que a placa tectônica estaria se descascando em duas camadas, uma embaixo da outra. Segundo os cientistas que descreveram o caso na Assembleia Geral da União Europeia de Geociências em Viena, esse fenômeno nunca tinha sido observado antes.

Justamente essa descamação, que está criando uma nova zona de liberação de energia entre as camadas. E essa divisão, provavelmente, está acontecendo por causa de uma camada absorvente de água no centro da placa. A camada pode passar por um processo geológico que é chamado de serpentinização. Isso é quando os minerais são transformados em serpentina.

Nesse processo, a água que entra pelas rachaduras faz a camada se transformar em minerais verdadeiramente macios. É isso que pode estar causando a divisão das camadas. Não é a primeira vez que os cientistas propõem essa ideia, mas é a primeira vez que eles trazem dados para embasá-la.

Para verificar a hipótese, eles testaram a ideia em dois modelos 2D. E os resultados preliminares mostraram que esse tipo de atividade é possível, mas para ela ser comprovada, ainda são necessários estudos.

Próxima Matéria
Via   Hypescience  
Imagens Hypescience
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+