Depois de 30 anos perdido, esse jogo clássico de "Nintendinho" foi encontrado

POR Erik Ely    EM Entretenimento      20/06/20 às 00h24
foto de destaque

Depois de 30 anos, Video Game History Foundation (VGHF) uma fundação sem fins lucrativos que visa preservar mídias históricas do universo dos videogames, encontrou um jogo clássico de "Nintendinho" (NES) que havia se perdido no tempo. O título de corrida, "Dias de Trovão", foi baseado no filme de mesmo nome e estrelado por Tom Cruise. Porém, nunca chegou a ser lançado.

O jogo estava em um backup de partições de um HD separado em 21 disquetes de 5.25 polegadas pertencentes ao programador Chris Oberth. Dessa forma, o jogo estava completo, mas não chegou a ser lançado para o público. Dessa forma, o game foi substituído por outro jogo, desenvolvido pela Beam Software. Com isso, seu código-fonte ficou perdido durante 30 anos. Porém, de acordo com a VGHF, depois de compilar e finalmente trazer este conteúdo raríssimo para o público, a ideia é lançar o seu código em um repositório do Github.

Como o jogo foi recuperado?

Em 2012, o programador e designer Chris Oberth faleceu. Desse modo, ele acabou deixando muito de seu trabalho armazenado em HDs, disquetes e CD-ROMs. Assim, todo é material que faz parte da história dos videogames foi doado para a Video Game History Foundation (VGHF). Dito isso, enquanto a organização separava o material, o game foi encontrado. Logo, mesmo que ele nunca tenha sido lançado, o material já estava praticamente completo e poderia ser compilado e executado no hardware do "Nintendinho" (NES).

O projeto se iniciou um ano antes do game oficial inspirado no filme ser lançado, em 1990. Sendo assim, na versão oficial do game, publicada pela Mindscape, o funcionamento é bastante de diferente. Isso porque, o jogo oficial é mais simples e focado exclusivamente na experiência das corridas Stock Car. Contudo, no título produzido por Chris Oberth, o jogador percorre um número muito maior de pistas. Além disso, é notável a transição entre efeitos 3D e 2D. Porém, o jogo oficial possuía um ar mais "realista" e poderia ser aceito mais facilmente.

O código do jogo será lançado gratuitamente para o público

No meio de arquivos e mais pastas, o time de arquivistas da VGHFencontrou um disquete com o nome "NINTENDO: HOT ROD TAXI, FINAL" escrito à mão. Entretanto, o em si ainda não estava no disquete, mas já dava uma pista do que viria. No disquete, havia um protótipo de um jogo de carro e que poderia ter alguma relação com o game de "Dias de Trovão".

Sabendo da existência do jogo que nunca havia sido lançado, os arquivistas continuaram a busca em outros disquetes. Até que, finalmente, a equipe encontrou um backup de partições de um HD separado em 21 disquetes de 5.25 polegadas. Para se ter uma ideia do que isso significa hoje, cada um desses disquetes podia conter, no máximo, 1.73 MB. Assim, surpreendendo a equipe, a maioria dos discos estava totalmente legível e em pouco tempo, eles tiveram acesso a um diretório que continha os arquivos do jogo feito por Chris Oberth.

Até então, podemos dizer que essa foi a parte "fácil". Isso porque, nos disquetes, não havia uma versão pronta para execução, apenas código-fonte com diversos arquivos. Dessa forma, isso foi o que mais deu trabalho na recuperação do game. Portanto, ainda que essa não seja a versão completa do jogo, a VGHF irá disponibilizar tudo através de um repositório do Github.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
Via   TechTudo  
Imagens TechTudo
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+