icone menu


Descoberto o motivo da Covid-19 deixar alguns infectados tão debilitados

POR Erik Ely    EM Ciência e Tecnologia      22/07/20 às 17h00
capa do post Descoberto o motivo da Covid-19 deixar alguns infectados tão debilitados

Recentemente, pesquisadores descobriram que os casos mais graves de Covid-19 apresentam uma assinatura única. Dessa forma, segundo um estudo realizado por cientistas franceses e publicado na revista Science, podemos ter finalmente descoberto o motivo da infecção deixar alguns infectados tão mal.

De acordo com os pesquisadores, trata-se de uma combinação entre uma inflamação exacerbada e um tipo de deficiência proteica específica na resposta imunológica. Nesse sentido, os pesquisadores acreditam que essa marca registrada abre um caminho bastante promissor para tratamentos mais eficazes. "Realizamos uma análise imune integrada em um grupo de 50 pacientes com COVID-19 que foram afetados em níveis diferentes pela doença. Mas, um fenótipo único foi observado em pacientes que se encontravam em casos graves e críticos", afirma o estudo.

Em casos mais graves, a doença deixa uma marca registrada

Por se tratar de uma doença ainda bastante recente, ainda há mais a ser estudado. Contudo, podemos dizer que estamos evoluindo nas pesquisas. Pelo que sabemos, a Covid-19 se caracteriza por distintos padrões de progressão da doença. Ou seja, ela se manifesta de maneiras distintas em pacientes diferentes. Dessa forma, diferentes respostas imunológicas surgem à invasão do organismo por meio do novo coronavírus.

Até o momento, as pesquisas apontam que entre 5% e 10% dos pacientes infectados são afetados pela doença de forma mais agressiva. Dito isso, esses casos mais graves são os que menos fornecem informação para combatê-los. Isso porque, pouco se sabe sobre as respostas imunológicas nesse tipo de caso. Assim, em busca de preencher essa lacuna, um grupo de pesquisadores franceses liderados por Jerome Hadjadj, da Universidade de Paris, abriu novos caminhos para investigar a doença. Em sua pesquisa, os cientistas analisaram células do sistema imunológico de pacientes que apresentaram formas mais graves da doença. Além de também, pacientes que apresentaram a infecção em níveis medianos.

Informações que podem ajudar no tratamento da doença

No caso de pacientes que foram mais afetados pela doença, os cientistas encontraram uma assinatura bastante distinta. Essa assinatura envolvia uma quantidade bastante elevada de uma inflamação e a características de uma deficiência na resposta imunológica do interferon (IFN) do tipo 1. De acordo com os pesquisadores, essa é uma proteína que auxilia no combate de infecções virais.

Ainda segundo o estudo, é sugerido que o aumento na produção dessa proteína, o interferon, poderia ser benéfico no combate à doença. Além disso, outros fatores são reforçados. Desse modo, é necessário levar em conta o tempo, a localização e a exposição a essas proteínas. Assim, com mais pesquisas, esses podem se tornar parâmetros importantes a serem observados no tratamento da infecção causada pelo novo coronavírus.

Segundo os pesquisadores, a partir da conclusão do estudo, casos mais graves de Covid-19 poderiam ser tratados com a administração de interferon e terapias anti-inflamatórias. Entretanto, para isso, novas pesquisas ainda deverão ser realizadas. Isso porque, essa ainda é uma hipótese que deve ser testada com cautela. Conforme afirmam os cientistas, o estudo possui algumas limitações. Por isso, a hipótese é válida, mas ainda precisa de novos testes a serem realizados.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
Via   Science Mag     ISTOÉ Dinheiro  
Imagens MSN DW VivaBem
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+