• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Descobertos túneis secretos da Ordem dos Templários em Israel

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      29/10/19 às 11h40

Na Idade Média, sob a regência do sistema feudal, a Europa conheceu a função dos cavaleiros medievais e seus servos. Suas conquistas e estilo de vida, assim como suas imponentes armas e armaduras de diversas formas, até hoje, seduzem e atraem fãs de obras histórias ou fantásticas inspiradas na poderosa classe de guerreiros.

Era o dever de um cavaleiro servir a seu senhor e seguir um código de conduta rígido que ditava várias regras de comportamento. Por isso, os guerreiros eram extremamente dedicados, mas também violentos. Um cavaleiro podia ser utilizado para guardar um castelo ou para marchar em direção a territórios inimigos.

Mas nem só de guerras e conquistas viviam os cavaleiros. Também existiam ordens de cavaleiros. E dentre elas, a mais poderosa foi também uma das mais breves, que era a chamada de Cavaleiros Templários.

Eles foram uma das ordens militares católicas mais importantes da histórias. E a ascensão ao poder e a queda dessa ordem de cavaleiros é objeto de estudo de várias pessoas e também alvo de lendas e teorias da conspiração. Além de sua marca na história ser fascinante.

Para fazer um documentário, Albert Lin, da National Geographic, levou para Israel a tecnologia arqueológica mais recente, a fim de investigar um dos lugares mais importante dos Templários. Do mesmo modo, ele queria ver se existe algo de novo que possamos aprender.

Cavaleiros

Os Templários estão ligados à Terra Santa e também às Cruzadas. Por esse motivo, o documentário se passa na cidade de Acre, que é um porto do que atualmente é Israel. Porque, nesse lugar, era a base de operações dos cavaleiros. Eles transferiram sua base para lá, depois que a sua antiga tinha sido perdida. Em suma, o que ocorreu quando Saladino conquistou a cidade, em 1187.

Os Templários controlaram o Acre, por pouco mais de 100 anos. E Lin e sua equipe foram investigar o que restou, tanto visivelmente quanto oculto. Eles usaram um dispositivo de detecção de luz, que lhes permitia imaginar o que tinha permanecido enterrado no subsolo, sem que eles precisassem cavar.

"Estou em Israel em busca dos Cavaleiros Templários. Esses monges guerreiros são o material da lenda, e o ouro também", disse Lin.

"Durante as Cruzadas, os Cavaleiros Templários lutam por Deus, ouro e glória. Em algum lugar da moderna cidade de Acre, fica o centro de comando e, possivelmente, o tesouro", continuou.

Descobertas

Nessa busca, a equipe acabou descobrindo túneis espalhados por baixo da cidade e também uma guarita. Isso mostra como os Templários podem ter transferido seus tesouros do porto até a torre do tesouro. Mas o que sobrou dessa torre está enterrado sob a terra e pedras. E não existem planos para escavar, porque não se tem uma confirmação de que o tesouro dos templários esteja lá.

Em 1921, a ordem dos Templários deixou Acre, quando a cidade foi perdida e mudou sua sede para Limassol, na ilha de Chipre. E em uma década, a posição na região foi perdida. E com a perda completa do controle da Terra Santa pelos cruzados, o apoio à ordem militar começou a diminuir e a fortuna dos cavaleiros mudou.

E quando o rei Filipe IV da França assumiu o poder, a família real foi profundamente grata aos Templários. Mas o rei decidiu que, se não houvesse a ordem, ele não teria que pagar para eles.

Os boatos se espalharam sobre a confiança do público com relação aos cavaleiros. E também sem o apoio das pessoas, o rei prendeu e torturou membros da ordem. Ele também produziu falsas confissões em benefícios do Papa Clemente V, que acabou oficialmente com os Cavaleiros Templários, em 1312.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+