• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Descobriram que existem diferenças entre o DNA de pessoas destras e canhotas

POR Arthur Porto    EM Ciência e Tecnologia      23/09/19 às 19h37

Atualmente, estima-se que cerca de 10% da população mundial é composta por pessoas canhotas. Ainda nesse ínterim, de acordo com pesquisas, essa proporção é a mesma, há exatos 500 mil anos. Ou seja, os destros seguem sendo maioria.

De acordo com especialistas, a preferência por uma ou outra mão é uma manifestação da função do cérebro e, consequentemente, está relacionada com a cognição. Em geral, os canhotos apresentam um maior desenvolvimento do hemisfério cerebral direito. Tal lado é especializado em processos como o raciocínio espacial e a capacidade para fazer rotações de representações mentais de objetos.

O fato dos canhotos utilizarem mais o hemisfério cerebral direito não é novidade. O que, realmente, intrigava a ciência era descobrir o que motivava o cérebro a realizar tal escolha. Por que intrigava? Bom, porque, recentemente, o motivo deixou de ser mistério. Os cientistas acabaram de descobrir quais regiões do DNA determinam o lado dominante do corpo.

A pesquisa

Cientistas Universidade de Oxford, na Inglaterra, descobriram quais são as regiões do DNA que determinam o motivo de algumas pessoas serem canhotas. Para tal, os pesquisadores utilizaram informações genéticas de cerca de 400 mil pessoas do UK Biobank. Basicamente, o UK Biobank é um banco de dados sobre predisposições genéticas. A instituição foi criada, em 2006.

Dentre as 400 mil pessoas que participam do UK Biobank, apenas 38 mil são canhotos. Para descobrir as regiões do DNA, que influenciavam o canhotismo, os cientistas realizaram jogos de "encontre as diferenças".

Após analisarem analisarem os dados, os cientistas conseguiram identificar quatro regiões do DNA, que determinam se a pessoa é destra ou canhota. Além disso, com o estudo, os pesquisadores descobriram que três dessas zonas influenciam, diretamente, os genes que codificam proteínas relacionadas ao desenvolvimento do cérebro.

Conforme a pesquisa, os genes, que indicam a nossa mão dominante, seja esquerda ou direita, são responsáveis também pela formação do citoesqueleto. De acordo com Gwenaëlle Douaud, coautora do estudo, isso sugere que o desenvolvimento da dominância de certo lado do corpo começa a aparecer no cérebro já no útero.

O estudo mostra também que, pelas características genéticas, pessoas canhotas são menos propensas a ter Parkinson. Entretanto, são mais propensas à esquizofrenia. Embora essa relação ainda precise ser aprofundada, o estudo pode reavaliar o caminho de pesquisas futuras sobre essas doenças.

Canhotos

De acordo com o estudo, ser canhoto é apenas uma consequência do natural desenvolvimento do cérebro. Em suma, o que define que uma pessoa será destra ou canhota é genética. E não é uma questão de má sorte, como muitos pensam.

Por isso, lembre-se: ser canhoto não é anormal. A maioria dos canhotos possui um processamento de linguagem semelhante ao dos destros. Para outras funções cerebrais unilaterais, como atenção, emoção, música e percepção de rostos, há menos dados, claro.

Para aqueles, que ainda pensam que ser canhoto é ser azarado, lembre-se: Leonardo da Vinci era canhoto, assim como Mark Twain, Mozart, Marie Curie, Nicola Tesla e Aristóteles. Hoje, as coisas continuam iguais. O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é canhoto, assim como o empresário, Bill Gates, e o craque Lionel Messi.

Próxima Matéria
Via   Galileu  
Imagens BBC
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+