• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Diretores de Vingadores: Ultimato rebatem comentário de Martin Scorsese

POR Letícia Dias    EM Notícias      19/11/19 às 14h07

No mês passado, um comentário de Martin Scorsese polarizou opiniões. Segundo o diretor de longa data, ele não conseguia assistir os filmes da Marvel. De acordo com sua entrevista para a revista Empire, as grandes produções de Kevin Feige, por mais bem feitas que sejam, estão mais próximas de parques temáticos do que da sétima arte. "Não é o cinema de seres humanos tentando transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano", disse o cineasta. Pois bem, no começo dessa semana, os irmãos Russo, diretores de quatro filmes do Universo Cinematográfico Marvel, resolveram se pronunciar, sobre o comentário de Scorsese. Após desenvolverem dois dos cinco longas de maior bilheteria de todos os tempos, incluindo o memorável Vingadores: Ultimato, Joe e Anthony Russo compartilharam sua perspectiva sobre cinematografia. "Definimos cinema como um filme, que pode aproximar as pessoas para ter uma experiência emocional compartilhada", disse Joe ao The Hollywood Reporter.

Além disso, os irmãos lembraram de comentar sobre o destaque econômico de Ultimato"Quando olhamos para as bilheterias de Vingadores: Ultimato, não vemos isso como um significante de sucesso financeiro, mas como um significante de sucesso emocional", disse Joe sobre a produção que faturou US $ 2,78 bilhões de dólares. "É um filme que teve um impacto sem precedentes no público em todo o mundo, da maneira que eles compartilharam essa narrativa e da maneira que a vivenciaram. E as emoções que sentiram ao assistir", expressou o cineasta. Ademais, eles ainda farparam Scorsese, dizendo que é desafiador ter um diálogo sobre cinema, se o aclamado diretor não chegou a ver os filmes sobre os quais está falando. Por fim, até mesmo o próprio Feige manifestou sua opinião.

O que o chefão da Marvel achou do comentário de Scorsese

Assim como mencionamos acima, o tempestuoso comentário de Scorsese dividiu opiniões. De um lado, havia aqueles que partilhavam da ideia, como Francis Ford Coppola, nome por trás de O Poderosos Chefão. Em contrapartida, também existiam convicções contrárias, como Jon Favreau, que defendeu veementemente a Marvel, sem deixar de lado sua admiração pelos outros dois grandes diretores. Embora essa discussão tenha levantado argumentos significativos de todos os lados, aguardávamos o pronunciamento do grande nome por trás do MCU, Kevin Feige. Coincidentemente, o CEO da Marvel Studios corroborou nossas expectativas e divulgou sua opinião, acerca do debate. Segundo o arquiteto do universo compartilhado de heróis, o comentário de Scorsese foi "lamentável". Enquanto o cineasta afirmou que nos blockbusters "as imagens são feitas para satisfazer um conjunto específico de demandas e são projetadas como variações em um número finito de temas", Feige disse que a Marvel procura fazer diferentes tipos de filmes.

No fim, Feige observou que a arte é uma coisa subjetiva. "Todo mundo tem uma definição diferente de cinema. Todo mundo tem uma definição diferente de arte. Todo mundo tem uma definição diferente de risco", diz Feige. "Algumas pessoas não pensam que é cinema. Todo mundo tem direito a sua opinião. Todo mundo tem o direito de repetir essa opinião. Todos têm o direito de escrever artigos sobre essa opinião, e estou ansioso pelo que acontecerá a seguir. Mas enquanto isso, continuaremos fazendo filmes", concluiu o executivo, com um belo ponto final.

E então, o que você acha dessa discussão? Concorda com algum dos lados? Acredita que ambos têm um pouco de razão? Compartilhe sua opinião com a gente.

Próxima Matéria
Via   THR  
Imagens Marvel
Letícia Dias
Trabalhando pra falar de super-heróis, filmes e séries em tempo integral | @letdiax
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+