• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Do que são feitos os temperos artificiais?

POR Júlia Marreto    EM Curiosidades      01/09/16 às 15h10

Uma boa refeição, normalmente, é aquela feita em casa. Seja a comida que você mesmo prepara, a comidinha da mamãe ou aquele almoço especial de vó. A questão é que a comida caseira sempre será muito mais apetitosa do que qualquer restaurante no mundo. E, como toda criança, com certeza em algum momento da vida você ficou na cozinha "xeretando" o que estava acontecendo e quando é que ia poder comer logo aquele seu prato preferido. Não em todas as casas, só na grande maioria, as pessoas usam temperos prontos.

É bastante incomum a utilização de temperos naturais e feitos em casa, por conta da não praticidade. Você deve saber de quais tipos de tempero estamos falando, aqueles quadradinhos tão comuns e/ou aqueles que vem em saquinhos, e que possuem um cheiro bem forte. E, afinal de contas, do que realmente são feitos esses temperos prontos? Glutamato Monossódico. Esse é o nome do principal ingrediente que compõe esses alimentos.

Claro que esse não é o único, contém também sal, guanilato dissódico, gordura vegetal hidrogenada e não hidrogenada, extrato de levedura, amido modificado, gordura de galinha, salsa, cebola, carne de galinha (0,7%), aromas (ovo e soro de leite), especiarias, molho de soja (que tem glúten), corante, dextrose, antioxidantes (galato de propilo, BHA, ácido cítrico).  Certo, e o que isso quer dizer? Observe:

BHA

01

Esse é um antioxidante que previne a oxidação de gorduras, porém, as propriedades químicas que o tornam um excelente conservante, são as mesmas que contribuem para a carcinogenicidade (ou tumorigenicidade). Além disso, alguns organismos possuem dificuldade em metabolizar essa substância, fazendo com que a pessoa apresente mudanças na saúde e comportamento.

Galato de Propilo

Se trata de outro antioxidante, quimicamente conhecido como 3,4,5-trihidroxibenzoato propil, é formado por ácido gálico e propanol condensados. Sua utilização é feita para evitar a oxidação de alimentos industrializados que possuem óleos e gorduras. De acordo com um estudo realizado em 2009, essa substância age como antagonista do estrogênio. Esse é o tipo de substância que as pessoas que querem perder peso e ganhar massa muscular devem evitar a todo custo.

Corantes

03

Com certeza você já percebeu que esses temperos possuem cores bem específicas, ainda mais quando são diferenciados em "galinha", "carne", "ervas", etc. O corante utilizado no "caldo de galinha" é conhecido como E 150c, e o que isso quer dizer? Se trata de um caramelo de amônia. Sua cor é líquida entre castanho escuro e preto, possui cheiro de açúcar queimado.

O problema é que sua ingestão em excesso pode causar problemas intestinais, além de estar associado ao ganho de peso corporal, alargamento do ceco (primeira parte do intestino grosso), redução de débito urinário, diarreia, entre outras coisas. Também induz a linfopenia (diminuição do número de linfócitos) e suprime a imunidade em ratos.

Glúten

Mais um ingrediente que é extremamente prejudicial à saúde. Esse ingrediente está sendo cada vez mais associado a uma série de doenças auto-imunes, como por exemplo a Diabetes tipo 1, doenças da Tiróide, a Síndrome de Sjögrene, entre outras.

Guanilato Dissódico

04

Se trata de um intensificador de sabores. É um aditivo alimentar que, normalmente, é usado em sinergia com o ácido glutâmico, que é produzido a partir de peixe seco ou alguns tipos de algas. É uma substância muito usada na produção de produtos como: massas instantâneas, batatas fritas, aperitivos salgados, arroz industrializado saborizado, vegetais enlatados, carnes secas, temperos prontos, sopas enlatadas ou desidratada. Também não é uma substância segura para pessoas asmáticas e com gota.

Glutamato Monossódico

Apesar de hoje ser considerado pelas agências reguladoras como "seguro", essa substância já foi associada à Síndrome do Restaurante Chinês. Essa síndrome possui os seguintes sintomas: dores de cabeça, ondas de calor, vermelhidão facial, formigamento e rigidez na parte posterior do pescoço, pressão torácica, moléstia gástrica (náusea e vômitos), taquicardia e alterações de humor.

Não apenas, algumas especulações sobre a relação entre esse intensificador e doenças cerebrais degenerativas, como o Alzheimer, Isquemia e Parkinson, tem sido feitas nos últimos tempos. Outra observação importante é que, também, é responsável por uma série de condições como a hiperatividade em crianças, obesidade, reações alérgicas, asma, cancro e enxaquecas.

Essas substâncias descritas acima são apenas algumas de todas aquelas que realmente compõem os mais variados tipos de temperos artificiais. Apesar de termos descrito poucas, já deu para ter uma boa ideia do quanto cada uma delas faz mal à saúde separadas, imaginem só o que elas são capazes de gerar em nossos organismos quando combinadas e  ingeridas em excesso?!

Próxima Matéria
Júlia Marreto
É a dona de um coração esculpido pela literatura e preenchido pelos bons vinhos de Baco. Guiada nas artes da vida por Ares, possui a discreta delicadeza de um elefante pulando carnaval numa loja de cristais! Movida diariamente pelo combustível da vida: o café, essa garota possui raízes profundas na poesia da vida. É muito séria, mas sabe brincar na hora certa. Ama os animais e detesta filme de terror. Apesar de cantar mal, canta com sentimento. E adora musicais! Sua principal tentativa desportiva é o baralho. Ela gosta mesmo é de coisas antigas, apaixonada pela vida e sonha com o universo. Instagram: , @juliamarreto
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+