• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


'Dragão Congelado do Norte': criatura descoberta no Canadá é do tamanho de um pequeno avião

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      27/09/19 às 19h01

Recentemente, cientistas confirmaram uma nova espécie um réptil voador, que foi descoberto enterrado no gelo, há quase 30 anos no Canadá. Recém-nomeado como Cryodrakon boreas, ou Dragão Congelado do Norte, acredita-se que a envergadura de suas asas meça cerca de 10 metros. Este teria sido um dos maiores animais voadores da história.

O Dragão Congelado do Norte teria vivido há cerca de 76 milhões de anos, no período Cretáceo. Seus restos mortais foram encontrados no Parque Provincial dos Dinossauros, na província de Alberta, em 1992. O local é responsável por algumas das mais importantes descobertas paleontológicas do mundo.

Durante muito tempo, os cientistas pensavam que o esqueleto encontrado pertencesse a um outro gênero de pterossauro. Em suma, análises posteriores mostraram que esta era uma criatura singular. Os estudos sobre o réptil foram publicados no Journal of Vertebrate Paleontology. 

"Estes estão entre os mais populares e carismáticos de todos os fósseis animais", disse Michael Habib, pesquisador do Museu de História Natural, do Condado de Los Angeles. "Eles serviram de inspiração para inúmeros monstros do cinema, foram partes críticas dos ecossistemas globais em todo o mundo durante a era dos dinossauros, por isso são essenciais para entender a ecologia e as extinções da época. Bem como os animais voadores de hoje, [eles] poderiam nos dar pistas importantes sobre como os animais na época reagiam às principais mudanças no clima".

Seu nome, Dragão Congelado do Norte, foi escolhido pelos pesquisadores como forma de homenagear a gélida paisagem, em que os fósseis foram encontrados. Entretanto, supostamente, esse animal teria vivido em um clima temperado, assim como lagartos, tartarugas e pequenos mamíferos.

Dragão Congelado do Norte

Habib, que é muito fã da saga criada por George R. R. Martin, Game of Thrones, disse que, inicialmente, havia pensado em chamar a nova espécie de viserion Cryodrakon. Uma clara referência a um dos dragões de Daenerys, uma das protagonistas da série de Martin.

Apesar de seu nome fantasioso, esse novo dinossauro parece ter enfrentado coisas muito difíceis, ao longo de sua vida. Os cientistas alegaram que ele sofreu muitas cicatrizes de batalha, durante sua vida. Além de 'cicatrizes' em seus ossos, foi encontrado o dente de uma criatura do tipo velociraptor, alojada em seus restos.

Apesar de possuir grandes asas, os cientistas acreditam que, por causa de sua forma muscular, esta espécie se tratava de um caçador terrestre. Assim, ele usaria sua habilidade de voo para fugir do perigo ou para capturar suas presas. A criatura podia medir cerca de 2,5 metros e pesar 250 kg.

Ele não possuía uma boca desenvolvida para mastigação, portanto, ele provavelmente comeria o que passasse por sua garganta. O que inclui lagartos, pequenos mamíferos e até mesmo filhotes de outros dinossauros. Trata-se e algo muito raro paleontologistas encontrarem tantos ossos de uma única ave em um mesmo local. As vértebras, ossos cervicais e das pernas foram analisados por cientistas nos EUA, no Canadá e no Reino Unido.

"Esse tipo de pterossauro é bastante raro, e a maioria das amostras é apenas de um único osso. A nova espécie é representada por um esqueleto parcial. Isso nos diz muito sobre a anatomia desses grandes voadores, como eles voaram e como viveram", disse Habib. Por décadas, os cientistas classificaram erroneamente estes fósseis como parte de um grupo de pterossauros chamado Quetzalcoatlus. Eles foram encontrados pela primeira vez no Texas (EUA).

Nova espécie

Enquanto mensurava o tamanho dos ossos do dinossauro e tentava descobrir como esta espécie voava, Habib começou a suspeitar que, na verdade, esta se tratava de uma nova espécie. Mas, as coisas só ficaram mais evidentes enquanto ele estudava as vértebras cervicais da criatura.

"A criatura é semelhante aos maiores pterossauros conhecidos, mas algumas características em seus ossos mostram que [ele] realmente faz parte de um novo gênero e espécie", disse Habib. "Esse grupo particular de pterossauros inclui os maiores animais voadores de todos os tempos. A anatomia deles contém pistas importantes sobre os limites do voo dos animais e pode ser importante no futuro para o projeto mecânico de inspiração biológica para o voo".

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+