• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Duas estrelas anãs podem causar o fim do mundo, diz cientista

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      06/01/15 às 12h06

O que mais tem por aí são teorias que tratam sobre a possibilidade do mundo - e entenda-se por isso o planeta Terra -, simplesmente desaparecer daqui há alguns anos. Esse assunto, no entanto - que de tão tenso e controverso virou tema de ficção científica -, pode ser mais real do que muitos de nós gostaria.

Pelo menos é isso que o cientista Coryn Bailer-Jones, do Max Planck Institute, divulgou recentemente. Segundo os cálculos que fez, o fim do mundo pode ser motivado pela bagunça estrelar que duas estrelas anãs laranjas podem causar no universo. Ele explica que, caso elas se aproximem do sistema solar, como esperado, seus campos gravitacionais podem exercer uma espécie de confusão nas órbitas de alguns cometas, que tendem a ser desviados e apontados em direção à Terra.

1

O pior de tudo - e o que torna essa história mais real e apocalíptica - é que as tais estrelas já têm até nome: GL 710 e Hip 86505. Mas, calma, nada disso é para "amanhã", então não vá sair correndo desesperado pelas ruas!

Segundo o cientista, o período mínimo que isso pode levar para acontecer é cerca de meio milhão de anos, quando Hip 86505 deve se aproximar do sistema solar. A outra estrela, por exemplo, pode demorar até 1,3 milhão de anos para causar qualquer interferência.

2

A teoria levantada por Jones e seus cálculos agora serão testados e, só então, caso sejam convincentes e comprovados, é que outros cientistas validarão essa hipótese do fim do mundo. Entendeu?

Gosta de ler sobre o assunto? Então você precisa conhecer também: Profecias apocalípticas de Nostradamus afirmam que Papa Francisco trará o fim do mundo.

 

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+