• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


É assim que as mudanças climáticas vão afetar a cerveja que tomamos

POR Mateus Graff    EM Ciência e Tecnologia      16/10/18 às 19h42

Se você é apaixonado por cerveja como o redator que está escrevendo essa matéria, caro leitor, fique sabendo que temos um grande problema pela frente. Não é novidade nenhuma as consequências que as mudança climáticas podem trazer para o nosso mundo, certo? Tais mudanças, além de destruir nosso planeta a longo prazo, a curto prazo irá nos tirar coisas como chocolate (embora ele não esteja em extinção), o futuro do vinho e até mesmo o querido molho Tabasco.

Mas pior que isso, as mudanças climáticas podem tirar uma das coisas que nós mais amamos nesse mundo: a cerveja. Isso porque segundo um estudo publicado na Nature diz que a cerveja pode ser a próxima coisa a ficar escassa. Por quê? A gente explica com detalhes para vocês nessa matéria.

Mudanças climáticas afeta a produção de cevada

O estudo acha que, no futuro, a produção da cevada poderá sofrer sérias consequências. Para quem não sabe, a cevada é um ingrediente-chave para a fabricação da cerveja. O estudo prevê que a produção do elemento caia entre 3% a 17% em todo o mundo, devido a eventos de calor e seca extremos até 2099.

O que isso significa? Dependendo de cada região, o preço da cerveja pode aumentar drasticamente, podendo variar de 52% a mais de 600%. Isso quer dizer que se a cerveja que você toma hoje custa 4 reais, no futuro pode custar entre 6 a 24 reais.

Os pesquisadores não levaram em consideração os efeitos do aumento gradual da temperatura causada pela mudança climática. Isso presume então que os agricultores de cevada consigam acompanhar as mudanças. Ao invés disso, eles usaram dados históricos dos anos de 1981 a 2010, se concentrando em ondas de calor e secas globais extremas entre 2010 e 2099.

"Quanto mais aquecimento climático temos, mais frequentes são esses anos extremos", disse Davis, professor associado da Universidade da Califórnia em Irvine. A equipe que realizou o estudo concluiu isso depois de observar quatro modelos climáticos diferentes, incluindo um em que a humanidade evita o aquecimento de dois graus em um cenário pior. Uma coisa é certa: o nosso futuro será dominado por calor extremo.

O mundo inteiro será afetado

Só para vocês terem uma ideia, a cevada sofreu em todos os modelos em 34 regiões do mundo, incluindo Irlanda, Brasil e Rússia. A situação só piora à medida que os modelos veem mais aquecimento.

O mundo inteiro vai sentir os impactos, mesmo que de maneiras diferentes. A Bélgica e o Japão, por exemplo, são grandes produtores de cerveja e terão dificuldades para importar cevada. Pelo que podemos ver, a cerveja do "povão", uma bebida popular, será um luxo e não poderá ser usufruída por qualquer pessoa.

Isso não é um motivo para começarmos a nos desesperar. Na verdade, temos que nos preocupar com o mundo e não com a produção da cerveja. Porém, as vezes é preciso colocar em risco o que o povo realmente gosta, para cairmos na real de que o mundo está acabando diante dos nossos olhos e não estamos fazendo nada para tentar parar isso.

Próxima Matéria
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+