• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


É isso o que acontece, quando se acende um cigarro, após muito tempo usando o purificador de ar no carro

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      21/12/19 às 22h02

Fumantes, atenção. Não queremos julgar ninguém e tampouco queremos ensinar as pessoas a viver. Entretanto, essa matéria pode ser uma valiosa dica. E a história, que vamos contar aqui, pode até servir lição, para aqueles que tentam disfarçar o cheiro de fumaça no carro, usando sprays aromatizadores de ambiente.

Um motorista, de West Yorkshire, destruiu seu sedan preto, após acender um cigarro, depois de descarregar uma lata de aromatizador de ambiente em aerosol. De acordo com a polícia e os bombeiros locais, o acidente aconteceu no sábado passado (14/12), por volta das 15 horas.

Segundo testemunhas, a explosão danificou algumas estruturas de empresas e residências próximas. Felizmente, o dono do carro passa bem. "A fumaça explodiu e quebrou seu para-brisas. Além disso, destruiu também algumas janelas de estabelecimentos comerciais próximos", disse a polícia de West Yorkshire, em Halifax, por meio de um comunicado divulgado no Facebook.

"Quando o motorista acendeu um cigarro, o resultado foi dramático", escreveu o departamento de bombeiros de West Yorkshire no Twitter. O comunicado foi emitido para explicar porque houve o fechamento de uma estrada, na Fountain Street.

"Foi uma explosão enorme", comentou, no Facebook, uma das pessoas que testemunharam o acidente. "Vimos o para-brisa e o vidro da janela caírem do céu".

Explosões acidentais

Acredite ou não, mas anualmente, dezenas de pessoas morrem em explosões acidentais. Muitas são ocasionadas por material composto de partículas inflamáveis que, misturadas com o ar, podem queimar rapidamente. E por queimar rapidamente, os efeitos podem ser drásticos.

Você sabe que materiais são esses? Não? A maioria deles ninguém imagina que podem explodir. Dentre eles, estão a farinha de trigo, açúcar, fibras de algodão... Apesar dos efeitos deletérios dessas explosões, é interessante entender o universo desse processo.

Uma explosão não é necessariamente uma combustão. Muitos pensam que sim, mas não é bem assim. Todo processo que gere um volume de gases, relativamente grandes, em um espaço limitado e em um curto intervalo de tempo, é considerado explosão.

A pressão gerada devido à quantidade de gás rapidamente propagada, transforma o cenário em uma onda de choque. E é exatamente essa velocidade de propagação da onda de choque, que diferencia uma combustão simples, de uma deflagração ou de uma detonação.

Para aqueles que não sabem, uma deflagração é quando a chama se propaga, em uma velocidade inferior a do som. Já uma detonação é o que ocorre quando a chama se propaga a uma velocidade superior a do som.

Efeitos

Explosivos que deflagram, basicamente, não são capazes de causar grande estrago. Bom, isso quando não confinados. Por outro lado, os que detonam geram gases tão rapidamente, que são perigosos mesmo quando estão em espaços abertos. O TNT é um bom exemplo do último caso.

Curiosamente, a energia contida nos materiais explosivos não influencia diretamente na força da explosão. Ou seja, o que importa mesmo, é a velocidade do processo. Além disso, importam também as proporções entre reagentes e condições de reação. O carro o qual explodiu é um exemplo que cabe muito bem aqui.

As condições do reagente (por exemplo, se está seco ou ligeiramente úmido), temperatura, a concentração e a área de contato são todos elementos que influenciaram no que ocorreu.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+