icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Egito convida Elon Musk a vistar pirâmides, após ele afirmar que é construção de aliens

POR Erik Ely EM Entretenimento 15/09/20 às 00h37

capa do post Egito convida Elon Musk a vistar pirâmides, após ele afirmar que é construção de aliens

Recentemente, o Egito convidou o bilionário Elon Musk para conhecer as famosas pirâmides. Isso porque, para além de uma visita amigável, esse encontro serviria para provar que as pirâmides não se tratam de uma construção dos aliens, como Musk já havia afirmado.

Após afirmar em seu Twitter essa opinião um tanto quanto controversa, a afirmação ganhou força na boca de teóricos da conspiração. Por isso, Rania Al-Mashat, ministra da cooperação internacional do Egito, decidiu responder uma forma bastante elegante. Assim, ela rechaçou a afirmação e disse que não gosta da ideia de que os alienígenas levem os créditos por algo que não fizeram. Portanto, o bilionário estava sendo convidado a ver as construções com seus próprios olhos, recebendo uma aula de história no próprio Egito.

É comprovado que as pirâmides foram construídas pelos antigos egípcios

Na década de 1990, especialistas conseguiram finalmente confirmar que as pirâmides foram, de fatos, construídas no Egito Antigo. Mas, mais importante do que isso, elas foram construídas pelos próprios egípcios. No entanto, para Elon Musk, as coisas são um pouco diferentes. "Aliens construíram as pirâmides, obviamente", afirmou o magnata em seu perfil no Twitter. Sendo motivo de muita polêmica, sua publicação foi curtida mais de 550 mil vezes e compartilhada quase 90 mil vezes.

Com a repercussão da afirmação, não demorou muito para que a ministra respondesse à publicação. "Eu acompanho seu trabalho com muita admiração. Por isso, convido você e a SpaceX a explorar os estudos que explicam um pouco mais da construção das pirâmides e os trabalhores envolvidos. Sr. Musk, nos estamos esperando por você", afirmou Rania Al-Mashat, citando o tweet de Elon Musk.

Além da ministra, outros pesquisadores da área também se manifestaram. Desse modo, o egípcio Zahi Hawass responde com um vídeo, em que explicava de uma maneira um pouco mais didática. Para ele, o argumento de Musk era uma "completa alucinação", afirmou. "Encontrei os túmulos dos construtores das pirâmides que mostram a todos que eles eram egípcios e não eram escravos", completa Hawass.

Não é a primeira polêmica de Musk no Twitter

Ainda na discussão, Musk tentou argumentar sobre o caso. Com isso, publicou um link sobre a vida dos construtores de pirâmides, mas sem maiores explicações. "Este artigo da BBC fornece um resumo sensato de como foi feito", afirmou Musk na rede social.

Para muitos, não arrumar confusão no Twitter é um desafio e Elon Musk pode ser incluído nesse grupo de pessoas. Recentemente, Musk também foi alvo de críticas por ter negado a gravidade do novo coronavírus e da eficácia da quarentena. Agora, novamente, o caso das pirâmides do Egito voltou à tona e mais um pouco da imagem do bilionário foi colocada à prova. Em uma outra situação, Musk afirmou à CNBC que a rede social era um local de discussões. E claro, podemos entender que isso ele faz muito bem. "O Twitter é uma zona de guerra. Se alguém vai pular na zona de guerra, é como 'OK, você está na arena. Vamos lá!", afirmou Musk na entrevista ao canal.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest