• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda como foi possível transformar plástico em ouro 18 quilates

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      15/01/20 às 16h22

Não podemos duvidar da tecnologia. Com os grandes avanços, diversas coisas podem ser alteradas e, mais do que isso, feitas do zero. Os avanços tecnológico e um grande domínio dos elementos já nos permite criar novos materiais e técnicas inovadoras a fim de obter diversos resultados. Com isso, os cientistas do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique ETH, na Suíça, criaram ouro leve de 18 quilates. Como seria possível criar uma coisa valiosa dessa? Bom, utilizaram uma matriz de plástico no lugar de elementos de liga metálica. Embora pareça algo surreal, o resultado foi bastante satisfatório.

Com toda certeza, essa descoberta deixará qualquer joalheiro extremamente excitado. Isso porque o mundo caminha para que os objetos de luxo deixem de ser pesados. Eles poderão ser muito leves, mas sem perder o seu brilho e valor. Bastante curioso isso, né? Foi por isso que decidimos trazer essa matéria com maiores informações. Sem mais delongas, confira conosco como os cientistas transformaram plástico em ouro 18 quilates. Aproveite para compartilhar com seus amigos e, sem mais delongas. Confira conosco.

O ouro criado com plástico

Os resultados dessa criação forma publicado na revista Advanced Functional Materials. Esse ouro de 18 quilates "comum" consiste em três quartos de ouro e um quarto de cobre. O resultado possui uma densidade de cerca de 15g/cm3. Utilizando a matriz plástica, a densidade de ouro obtida pela equipe de criação é de apenas 1,7 g/cm3. Isso ainda se classifica como ouro de 18 quilates. Em vez de usar um elemento de liga metálica, Raffaele Mezzenga, Leonie vant' Hag e os demais estudiosos usaram fibras proteicas e um látex polimérico.

Com isso, formaram uma matriz onde incorporaram discos de ouro nanocristais finos. Além disso, esse ouro contém diversas bolsas de ar. No entanto, são tão pequenas que se tornam invisíveis a olho nu. Durante o procedimento de criação do ouro, os estudiosos adicionaram ingrediente à água. Com isso, criaram uma dispersão. Após isso, adicionaram sal para transformá-lo em gel, assim substituindo a água por álcool. O segundo passo foi colocar gel de álcool em uma câmara de pressão. Essa era uma câmara de pressão, com uma atmosfera carregada de dióxido de carbono. Isso permitia se dissolver tudo.

Assim, eles conseguiram obter um aerogel homogêneo na forma de gaze. Por último, os cientistas aplicaram calor no material para moldá-lo, assim preservando o ouro de 18 quilates. "Este ouro tem as propriedades materiais do plástico", disso Mezzenga. "No entanto, ele brilha como ouro e pode ser polido e trabalhado como desejado", completou. Mezzenga disse ainda que o progresso científico estará em demanda, tanto na fabricação de relógios e joias quanto em catálise química. Além disso, em aplicações eletrônicas ou blindagem de radiação, entre outras propriedades.

E aí, o que você achou? Comenta pra gente aí embaixo.

Próxima Matéria
Via   pplware     Olhar Digital  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+