• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda como o blockchain pode mudar a indústria espacial

POR Erik Ely    EM Ciência e Tecnologia      20/04/20 às 09h21
foto de destaque

Criptomoeda, blockchain e dados descentralizados são palavras que vimos flutuando nos últimos anos. Contudo, essas tecnologias são tão novas que é difícil de vermos algum tipo de aplicação direta em nossas vida e ainda mais, no que dirá respeito a exploração espacial. Porém, o blockchain e o espaço têm mais laços do que você poderia esperar. Para se ter uma ideia, o blockchain pode mudar a indústria espacial.

De forma resumida, o que esses conceitos descrevem é uma maneira diferente de armazenar dados. Ou seja, uma maneira descentralizada, transparente e segura que um banco de dados pode funcionar. Nesse tipo de sistema, os usuários têm cópias dos dados. E, como os dados em uma blockchain são armazenados com algoritmos criptográficos, é quase impossível invadir esse sistema. Assim, quando estamos no espaço, essa tecnologia pode ser bastante útil.

Uma maior segurança para dados espaciais

Embora o uso mais popular da criptomoeda tenha sido no setor financeiro, a tecnologia também pode ser amplamente utilizada no setor espacial. Por exemplo, uma dessas possíveis aplicações está nas cadeias de suprimentos. Dessa forma, será rastrear recursos durante uma mineração espacial ou ainda, para gerenciar grandes projetos de construção espacial. Outro uso desse tipo poderia se dar com o armazenamento e controle da produção e consumo de energia pelos sistemas espaciais.

Segundo Vieira de Almeida, pesquisadora de blockchain, esse recurso pode ser amplamente utilizado em satélites. "O setor espacial também pode dar uma contribuição importante para o desenvolvimento e o uso mais amplo da blockchain, principalmente pelo uso de satélites. Aqui, a tecnologia entraria no armazenamento e na validação de dados. Nesse caso, você pode usar satélites para receber, armazenar e transmitir dados e aplicativos de blockchain. Portanto, as redes de satélite podem ser usadas como a infraestrutura na qual você armazena dados e através da qual realiza transações", completou a pesquisadora.

A blockchain já está sendo usada no espaço

Por mais que esses possíveis usos sejam promissores, a blockchain já está sendo utilizada no espaço. Assim, o primeiro satélite a usar a tecnologia foi a Blockstream, uma empresa lançada em 2017 para distribuir bitcoin ao redor do mundo. Por conta da segurança proposta, o blockchain foi usado pela primeira vez no espaço pela SpaceChain em 2018.

O satélite foi projetado para um sistema blockchain baseado em um satélite que requer comunicação com um outro satélite para executar uma transação no banco de dados. E por conta do sucesso da missão, uma nova constelação de satélites será lançada com o mesmo sistema. Com esse movimento, umas série de outras empresas vem tomando decisões semelhantes. Porém, precisamos lembrar que a indústria de blockchain ainda está emergindo e todos os seus possíveis usos não podem ser previstos. Contudo, as indústrias espaciais já estão percebendo que podem se beneficiar com ela em aplicativos como tecnologia financeira, comunicações governamentais por satélite, transmissão e acesso à internet, entre outros.

Mas, entre seus principais problemas, podemos citar os regulatórios, já que se trata de uma tecnologia tão recente. Dito isto, já sabemos que a União Europeia está entre as entidades que examinam as questões legais da blockchain. Desse modo, o bloco pode ser o que entenderá primeiro como lidar com as inovações.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
Via   Space  
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+