icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Entenda porque é perigoso publicar fotos do seu filho na internet

POR Erik Ely EM Curiosidades 12/04/20 às 23h14

capa do post Entenda porque é perigoso publicar fotos do seu filho na internet

Há décadas, o termo pai coruja é utilizado para explicar um amor maternal e paternal. Assim, com a tecnologia e a massificação das redes sociais, este amor acaba sendo compartilhado na internet, por meio de fotos daqueles que amamos. Dessa forma, a cada novo gesto do bebê, um clique, uma publicação e com isso, muitos comentários e curtidas. Contudo, muitos não sabem que é perigoso publicar fotos do seu filho na internet.

Em uma época em que tudo é documentado, cada detalhe do nosso dia é pulicado em Facebook, Instagram ou Twitter. Desse modo, cada vez mais, os pais aderem às redes sociais e movimentam suas páginas com os melhores vídeos e fotos do seu filho.

Imagens contam mais do que podemos imaginar

Conforme a pesquisa divulgada pela Karpersky Lab, uma empresa russa de softwares de segurança digital, 66% dos pais dividem com os internautas de todo o mundo as imagens de seus filhos. Assim, o perigo está no fato de que essas imagens podem chegar a qualquer tipo de pessoas. Diante de tanto conteúdo, pessoas mal-intencionadas podem obter informações pessoais ao perceber pequenos detalhes nas imagens. Sem nos darmos conta, podemos postar o uniforme escolar que a criança usa ou a toalha de mesa do restaurante que a família frequenta.

Em uma série de entrevistas com especialistas, a revista Universa explicou como as constantes postagens podem colocar a família em risco. Por meio das postagens dos fofuchos, os pais revelam os locais que a criança, bem como a família mais frequenta. Além de mostrar, por meio das fotos, o estilo de vida que levam. Em muitos casos, os cliques postados ainda marcam a localização dos lugares que os pais vão com os filhos. Dessa forma, usar as redes sociais sem ter consciência desses detalhes pode entregar, de mão beijada, todas as informações que acabam sendo usadas por pessoas mal-intencionadas.

Crimes cometidos por meio de postagens pessoais

Segundo Simone Markenson, especialista em segurança na internet, há algumas medidas que podem ajudar na segurança das famílias. "A melhor medida é evitar o local em que a família encontra-se no momento. Dessa forma, o mais seguro é postar as fotos horas depois de sair do local". Em uma outra dica, Thiago Valadares, especialista em comportamento digital, menciona que o possível ter privacidade online. Isso porque, o Facebook oferece uma ferramente que permite restringir quem pode acessar nossas publicações. Ele ainda acrescentou que publicações públicas podem podem ser muito perigosas. Por isso, sempre recomenda-se conferir a configuração de privacidade da plataforma.

Precisamos lembrar que as postagens pessoais da família não estão expostas apenas a ataques cibernéticos, praticados por hackers e fraudadores. Trata-se de um roubo de informações sem o uso de tecnologia, mas usando questões sociais. Esse tipo de golpe é conhecido como originários da engenharia social.

Por meio de indução, a vítima vai dando informações do dia a dia. Dessa forma, o perfil da vítima pode ser traçado sem grandes dificuldades. Estas informações deixam a família vulnerável, podendo fornecer dados a bandidos, que pretendem praticar crimes como, sequestros, sequestros relâmpagos, saídas de banco, dentre outros. Por isso, especialistas advertem que é preciso usar as redes sociais com toda a precaução possível.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest