icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Entenda porque os bebês chutam o útero

POR Erik Ely EM Curiosidades 27/04/20 às 09h59

capa do post Entenda porque os bebês chutam o útero

Durante uma gravidez, o primeiro chute na barriga da mãe pode ser emocionante e surpreendente. De fato, é um momento que será lembrado. Afinal, ele nos lembra que uma vida está sendo gerada dentro daquela barriga. No entanto, você já parou para se perguntar por que os bebês chutam o útero?

Recentemente, um artigo, publicado na revista Ultrasound in Obstetrics Gynecology veio para nos matar essa curiosidade. Dessa forma, sabemos que os bebês começam a se mover dentro do útero a partir da sétima semana de gravidez. Conforme vão se desenvolvendo, esses os bebês aprendem novos movimentos. Entre eles, podemos citar movimentos de braços e pernas, soluços, alongamentos e bocejos.

Esses movimentos são mais importantes do que parecem

Mesmo com muitos estudos na área, os cientistas ainda não estão certos do porquê os bebês chutam o útero. Desse modo, esse movimento pode ser voluntário ou involuntário. Mas, para se ter uma ideia, existe todo um campo de pesquisa dedicado a responder essa pergunta. E, assim, de fato, descobrirmos se os bebês controlam seus movimentos ou se esses movimentos são apenas um reflexo.

Em 2016, um estudo publicado na revista Nature mostrou que os movimentos fetais ajudam fetos de ratos a "mapear" seu corpo e explorar seus arredores. contudo, em um outro estudo publicado por pesquisadores do Reino Unido no último ano, percebemos que, assim como outros mamíferos, esse fenômeno também está presente em fetos humanos. Além disso, esse último estudo também mostra que a interrupção dos padrões desses movimentos pode causar danos permanentes ao desenvolvido do cérebro de bebês. Em outros casos, alguns estudos mostram que a falta de movimento do feto pode levar a uma série de distúrbios congênitos. Entre esses distúrbios, podemos citar articulações encurtadas e ossos finos, suscetíveis à fraturas.

Chutes mais fortes que o normal

De acordo com um estudo publicado no Journal of the Royal Society Interface, pesquisadores descobriram que o impacto do chute do bebê aumenta cerca de 2 kg de força na 20ª semana de gravidez. Depois disso, ele aumenta em 4 kg de força na 30ª semana. No entanto, ao contrário do que podíamos esperar, surpreendentemente, a força do chute diminui para pouco menos de 1 kg depois desse período. Segundo os cientistas, essa diminuição do movimento acontece devido ao menor espaço que o bebê possui para se movimentar.

Em determinado estágio da gravidez, os bebês passam a fazer muito mais coisas do que apenas dar chutes e socos na barrida. Depois de um certo período, os bebês também começam a dar grandes soluços e até mesmo, realizam movimentos respiratórios. Porém, isso é feito com líquido amniótico, já que eles não respiram ar ainda. Caso o bebê não realize esse movimento, ele poderá ter dificuldades para respirar após o nascimento. Isso porque, esse movimento fortalece os músculos de seu peito.

Por fim, podemo afirmar que sentir um bebê se movendo e chutando dentro de você pode ser uma sensação um tanto quanto estranha, mas, pelo menos, é um sinal de desenvolvimento saudável do bebê. Por isso, devemos sempre estar de olho nesses pequenos movimentos que o bebê faz antes do nascimento.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest