• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda porque os egípcios construíam portas falsas nas pirâmides

POR Erik Ely    EM Curiosidades      30/12/19 às 11h22

Se há uma coisa que é certa para egiptólogos, são os mistérios não resolvidos. Contudo, além dos muitos outros mistérios que fascinam esses pesquisadores por décadas, pode ser que finalmente tenhamos descoberto um pouco mais sobre os antigos egípcios. Afinal, por que os egípcios construíam portas falsas nas pirâmides?

Um mistério, que até pouco tempo atrás, deixava os mais diversos pesquisadores perplexos, foi resolvido de uma vez. Com isso, acredita-se que possamos entender a motivação para os antigos construtores das pirâmides construírem tantas portas e túneis falsos dentro das pirâmides.

Para onde levariam todos esses túneis e portas falsos?

Sabemos que os construtores de pirâmides e túmulos no antigo Egito, de fato, faziam de tudo para manter os locais de descanso eterno a salvo de saqueadores. Contudo, recentemente, especialistas começaram a afirmar que as portas e túneis falsos serviam a outro propósito. De fato, elas não tinham nada a ver com saqueadores e ladrões.

De acordo com o documentário, "Egypt through the Ages" (Egito ao Longo das Eras)", há uma nova teoria para esse mistério. Segundo especialistas, essas portas falsas tinham o propósito de se assemelhar totalmente com às reais. No entanto, não foram colocadas ali para proteger a tumba. Mas, de acordo com essa teoria, foram especialmente projetadas para "o espírito passar entre esta vida e a vida após a morte".

Com essa nova descoberta, o documentário do cineasta e egiptólogo, Ryan Woodside, poderia dar uma "refrescada" nas descobertas do Egito antigo. "Eles acreditavam que o espírito podia entrar e sair e a esposa de Unas tinha uma bela porta falsa", disse Woodside. Para esse estudo, foi usado o túmulo de Unas, o nono e último rei da Quinta Dinastia do Egito, no Antigo Império. "E, na verdade, com as portas falsas, na maior parte do tempo as mulheres escreviam cartas pequenas. Para assim, demonstrar se estavam zangadas com os maridos. Ou ainda, se queriam ajuda em alguma coisa", explicou Woodside.

Uma porta se fecha e outra se abre

Recentemente, outros documentários que foram feitos também abordavam essa descoberta extraordinária de arqueólogos. Por exemplo, "A Grande Pirâmide do Egito: A Nova Evidência", do Channel 4. Com isso, acredita-se que, para a pesquisa, o arqueólogo, Pierre Tallet, tenha encontrado um papiro em uma caverna em Wadi al-Jarf. Depois disso, estudos teriam revelado que esse é o mais antigo e bem preservado papiro já encontrado no mundo. Dessa forma, ele poderia nos ajudar a entender muito sobre o processo de construção das pirâmides.

Depois de anos decifrando o texto, Tallet acredita que ele detalha informações nunca antes vistas. De acordo com Tallet, essas informações teriam sido escritas por um egípcio, chamado Merer. Dessa forma, Merer teria supervisionado o transporte de blocos de calcário de um pedreira distante do Egito. Com isso, essas informações, de como funcionava esse transporte, poderiam revelar parte dos seus "mistérios". Conforme continuamos a estudar e compreender as pirâmides de Gizé, percebemos, cada vez mais, que ainda há muito para se aprender. Afinal, como funcionava essa civilização que viveu há mais de 4.500 anos? Não faltam dúvidas para serem respondidas.

Próxima Matéria
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+