• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda porque um surdo processou um site adulto

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      26/01/20 às 12h58

Vivemos em um mundo incrivelmente diverso, e quando dizemos isso, não estamos falando apenas na diversidade de aparência da pessoas. Mas das várias necessidades e anseios de cada pessoa. Estamos vivendo uma época, em que inclusão é algo extremamente importante, então, devemos estar preparados para fazer com que qualquer pessoa, independentemente da sua necessidade, se sinta incluída na sociedade e tenha as suas necessidades atendidas. E isso também inclui algumas reinvindicações um tanto quanto peculiares, como a desse homem surdo.

Um homem com deficiência auditiva, está processando um site pornográfico porque segundo ele, não consegue aproveitar a experiência completa devido aos vídeos não possuírem legenda. Ao primeiro momento pode parecer brincadeira, mas a reivindicação do homem é válida e faz sentido realmente. Afinal de contas, ele é surdo e não pode ouvir o que é dito nos vídeos. E ele levou sua reivindicação aos tribunais americanos, onde está tramitando um processo legal contra o site PornHub. O site qual ele diz ter uma assinatura premium do serviço.

O caso

O homem, que é surdo, está processando o site de conteúdo pornográfico PornHub, porque ele está se sentido lesado e negligenciado. Isso porque os vídeos do site não possuem legenda. Segundo Yaroslav Suris, isso é inaceitável e contraria a Lei dos Americanos com Deficiência, ao não oferecer essa opção nas suas produções.

De acordo com o site TMZ, o homem disse na ação, que tentou assistir vídeos como: "Tia-avó gostosa cuida do sobrinho desobediente", "Policial sexy interroga testemunha" e "Papai 4K - Allison vem falar de dinheiro para os filhos dela com o pais safado". E devido ao fato de não ter legendas, ele não conseguiu assistir aos vídeos listados, entre outros transtornos. Importante lembrar que o homem diz pagar pelo serviço premium da plataforma.

"Sites pornográficos são lugares de acomodação pública e quando impedem alguns de seus usuários de acessá-los integralmente e sem restrições em relação a outros, ferem a lei", reclama o homem no processo.

Enquanto isso, o site que não costuma falar sobre os processos, resolveu se pronunciar a respeito desse caso, em especial. Em nota, o vice-presidente do site, Corey Pince, disse que lamenta muito o caso. "Sabemos que Yaroslav Suris está processando o PornHub porque negamos o acesso a surdos e deficientes auditivos a acessarem os vídeos. Não falamos sobre processos, mas queremos dizer que nós temos uma categoria, com a opção closed caption", afirmou.

O site

O PornHub é uma subsidiária da empresa canadense MindGeek, essa que também é proprietária de vários outros sites pornôs. Estima-se que todos os sites juntos, faturem mais de US$ 500 milhões por ano, com conteúdo adulto.

Além disso, a empresa ainda é a dona do "PornHub Awards", uma espécie de Oscar da pornografia. O prêmio foi criado em 2018, e desde então, consagra os melhores da indústria pornográfica.

Em critério de curiosidade, a indústria americana de pornografia movimenta cerca de US$ 97 bilhões anualmente, e é de longe, a maior e mais profissionalizada do mundo.

E você, o que achou disso tudo? Concorda com a reivindicação do homem surdo? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+