• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Entenda porque você deve fazer xixi durante o banho, segundo a ciência

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      17/04/19 às 12h19

Você tem o costume de fazer xixi enquanto toma banho? Se sim, ótimo. Se não, talvez você deva incluir o hábito na sua rotina diária. Fazer xixi durante o banho não tem nada de anti-higiênico e na verdade, faz muito bem ao planeta. Não é apenas pela adrenalina libertadora e rebelde que você pode ou não ter, mas porque essa atitude simples, pode ajudar a salvar o nosso planeta.

Vamos analisar a situação. Até matematicamente falando é um cálculo simples. Toda vez em que você faz xixi, você dá descarga (ou pelo menos se espera-se que sim) no banheiro. Enquanto as fezes exigem uma quantidade considerável de água para enviá-las para o esgoto, a urina, no entanto, mal precisa de algum estímulo para tal viagem. Mesmo que alguns banheiros mais modernos contem com descargas adaptadas que consomem água conforme a necessidade, a maioria ainda não possui esta tecnologia, e diariamente, muita água é desperdiçada.

E como sabemos, a água é essencial para nossa vida e tem sido um recurso cada vez mais escasso. Hoje, já são milhares de pessoas que sofrem com a falta de água, e se continuarmos nesse ritmo, muito em breve, o número de pessoas sem água no mundo aumentará drasticamente.

Desperdício de água

Uma descarga comum, de um banheiro moderno, estilo ocidental, usa em média 5 litros de água por vez. Um adulto médio faz xixi cerca de sete vezes a cada 24 horas. Isso significa que, diariamente, você gasta 42 litros de água para dar descarga de xixi. Levando em consideração que todas as pessoas urinam da mesma forma todos os dias, isso significa que, em apenas um ano, a pessoa usa em torno de 15.330 litros de água de água no vaso sanitário. Isso falando apenas do xixi, sem contar as fezes, mas nesse caso, ainda não encontraram outra opção viável.

Agora imagine se você fizesse xixi no chuveiro, quanta água você não estaria economizado? Digamos que isso signifique você que você só faria xixi no vaso seis vezes, e não sete por dia. Em um ano, você economizaria 2.190 litros de água com descarga. Se você colocar isso para toda a população mundial, a economia seria gigantesca. Depende apenas de cada um fazer a sua parte.

Em grande parte, devido às mudanças climáticas causadas pelos seres humanos, e também graças ao uso inadequado dos recursos hídricos, o abastecimento de água ao redor do mundo está cada dia mais reduzido. Então, seja consciente e faça o que estiver ao seu alcance. Se todo mundo pensar assim, a mudança será ainda mais transformadora.

Além de tudo, isso pode ser benéfico para você em termos de saúde. Sim, para você e mais especificamente, seus pés. A ureia contida na urina ao tocar o chão do box onde você estiver tomando seu banho, pode auxiliar na hidratação e maciez de seus pés. Prova disso é que diversos cremes para essa região utilizam o componente que descartamos nas descargas diariamente. Logo, além de ajudar o planeta, seria muito favorável aproveitar e dar um up nos seus pés.

Campanha "xixi no banho"

E essa ideia não é de agora. Em 2009, foi lançada uma campanha publicitária chamada " Xixi no Banho". A proposta é mostrar de forma inovadora e divertida como é possível economizar mais de 4 mil litros de água por ano apenas incentivando que as pessoas façam xixi durante o banho. A campanha publicitária é feita pela Agência F/Nazca e teve uma enorme repercussão mundial e acabou ganhando importantes prêmios publicitários. Inclusive, foi indicada a um importante prêmio internacional na categoria de "Melhor Campanha de Ativismo Social".

E então, o que você está esperando? Vá em frente, faça um favor ao planeta e faça xixi durante o banho.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+