• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Especialista em insetos afirma ter encontrado vida em Marte e a comunidade científica entra em reboliço

POR Erik Ely    EM Ciência e Tecnologia      25/11/19 às 11h16

E você, já se questionou se existe vida fora da Terra? Por mais que você possa não acreditar nisso, essa é uma discussão que existe há muito tempo. Desde o ET de Varginha até a Área 51, são inúmeros os casos que tentam comprovar a existência dos aliens. Contudo, um pequeno inseto poderia mudar tudo o que sabemos até o momento.

Tudo começou quando um entomologista afirmou ter encontrado evidências de "insetos", na superfície de Marte. Esse foi o caso de William Romoser, da Universidade de Ohio. Ele que, com muito entusiasmo, apresentou suas provas da existência dos animais, apontando para fotografias borradas do planeta vermelho. Mas será que teríamos finalmente encontrado uma evidência concreta?

Vendo coisas em Marte

William Romoser afirmou que "houve e ainda existe vida em Marte". E assim, seu comunicado à imprensa circulou, pelo menos, meses, até desaparecer. Em um caso, um tanto quanto estranho, sua pesquisa foi substituída por um aviso que dizia "removida a pedido do autor". No entanto, o que está na internet, não desaparece tão facilmente. E seu trabalho ainda pode ser visto por outras partes da web.

Depois de toda a confusão, o evento foi definido como um caso de Pareidolia. Para quem não conhece, se trata de um fenômeno psicológico. Sendo comum em seres humanos, é conhecido por fazer pessoas reconhecerem rostos e qualquer tipo de objeto. Assim sendo, podemos encontrar esses rostos em objetos, sombras, luzes aleatórias, tudo que você pensar.

Isso pode acontecer com qualquer um. Logo, se você trabalha com insetos, por exemplo, você pode ver insetos em todos os lugares. Imagine só, anos e anos de trabalho, e o cérebro acaba por aprender esses padrões. E com isso, a Universidade de Ohio precisou dar uma explicação sobre o caso.

"O membro do corpo docente não deseja mais se envolver com a mídia em relação a essa pesquisa, por isso optamos por remover a história de nosso site e do EurekAlert", disse o porta-voz da Universidade de Ohio, Jim Sabin, ao site Futurism.

Vida no planeta vermelho?

Acontece que uma vez que se tenha criado um grande holofote em cima do caso, tudo não passou de um mal entendido. Para a comunidade científica, nem todos concordam com o caso, mas ainda há muito para ser discutido.

Muito se diz sobre as fotografias não serem convincentes. Em todo caso, a NASA continua cética sobre o ocorrido. O que ainda não os impede de buscar por respostas claras.

E embora ainda não tenhamos encontrado sinais de vida alienígena, a NASA continua explorando nosso sistema solar. Mais do que uma busca pelos seres verdinhos, essa é uma busca para nos ajudar a entender o lugar em que vivemos. E da mesma forma, compreender como melhorar nosso planeta.

Futuras expedições

Sem perder as esperanças, no ano que vem, ainda podemos achar os tão comentados "insetos de Marte". Isso porque a NASA lançará seu veículo espacial Mars 2020. Com o intuito de procurar sinais de vida em tempos passados, pode ser que descubramos mais. Quem sabe, um planeta cheio de insetos. Bem como, uma forma de vida inteligente. De todo modo, só nos resta esperar, enquanto nos perguntamos se estamos, de fato, sozinhos no universo.

Próxima Matéria
Via   Space  
Imagens Space Kqed Haaretz
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+