icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Essa é a borboleta mais rara do mundo que até já desapareceu

POR Bruno Dias EM Mundo Animal 10/06/20 às 15h23

capa do post Essa é a borboleta mais rara do mundo que até já desapareceu

Os insetos são invertebrados com exoesqueleto quitinoso, corpo dividido em três tagmas, cabeça, tórax e abdómen, três pares de patas articuladas, olhos compostos e duas antenas. Para muitas pessoas eles podem ser animais realmente assustadores. Mas existem aqueles que têm uma beleza impressionante.

As borboletas, por exemplo, estão entre os seres mais lindos e curiosos do mundo animal.  Esses insetos majestosos, e com cores diversas e marcantes, são realmente fascinantes e não oferecem risco algum. No entanto, as borboletas são seres enigmáticos e chamam a atenção por serem a transformação de simples lagartas. Sua aparência, suas cores e, é claro, o seu comportamento, despertam o interesse de pessoas do mundo inteiro, incluindo grandes estudiosos.

As borboletas, por exemplo, podem ser divididas em seis famílias, sendo elas: a HesperiidaePapilionidaePieridaeNymphalidaeRiodinidae ou Lycaenidae. E apesar de serem todas consideravelmente pequenas, e com uma formação parecida e simples, a sua aparência é o seu ponto mais atrativo para as pessoas. Suas cores chamativas e os desenhos simétricos parecem, muitas vezes, verdadeiras obras de arte.

Elas podem parecer ser abundantes no mundo. Mas a verdade é que, assim como qualquer outro animal, elas podem correr o risco de extinção e sumir para sempre do planeta.

E a cada ano que passa, mais animais entram em extinção. Infelizmente, diversas espécies já deixaram de existir no nosso planeta. Com isso, estudiosos e ambientalistas alertam as pessoas diariamente sobre esses riscos, pois é impossível negar que o ser humano seja o principal responsável por essa situação.

A borboleta mais rara do mundo é a pequena chamada borboleta azul de Palos Verdes. Seu nome científico é Glaucopsyche lygdamus palosverdesensis. Ela é a mais rara do mundo porque a sua distribuição é comprovadamente limitada a um único lugar. O animal fica na Península de Palos Verdes, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Borboleta

Essa borboleta azul de Palos Verdes tem uma envergadura de asas bem pequena, medindo entre 25 e 30 milímetros. O macho dessa espécie tem uma asa dorsal azul-prateada bastante brilhante e delineada e uma linha estreita preta. Já a fêmea dessa borboleta tem uma asa dorsal cinza-acastanhado. As duas borboletas tem asas ventrais cinzentas com algumas manchas escuras cercadas de anéis brancos.

Esse tipo de borboleta foi descoberto em 1977. E pouco tempo depois, a borboleta azul de Palos Verdes já entrou na lista de espécies ameaçadas de extinção, em 1980. E é acreditado que, depois de três anos, em 1983, ela tenha desaparecido. Seu desaparecimento aconteceu principalmente por conta do desenvolvimento em seu habitat natural.

Reaparecimento

As últimas borboletas dessa espécie foram fotografadas em março de 1983. E o lugar em que elas foram vistas foi tomado por um incêndio. Surpreendentemente, em 1994, a borboleta azul de Palos Verdes foi redescoberta.

Quem a viu foram Rick Rogers, Rudi Mattoni e Timothy Dahlum. A borboleta estava no Defense Fuel Support Point, que fica no lado norte da península de Palos Verdes.

Atualmente, a nova população dessa borboleta põe ovos em uma planta alimentícia. E tem características físicas e comportamentais parecidas com as de outras populações, que agora estão extintas.


Próxima Matéria
Via   Vix  
Imagens Youtube
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest