icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Essa pode ser uma alternativa sustentável no lugar de agrotóxicos para as plantações

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      21/08/20 às 16h00
capa do post Essa pode ser uma alternativa sustentável no lugar de agrotóxicos para as plantações

Agrotóxico é o nome dado aos pesticidas, hormônios, adubos químicos e herbicidas usados nas plantações e no cultivo de vegetais e outros alimentos. Eles foram desenvolvidos durante a Primeira Guerra Mundial, e foram até usados durante a Segunda Guerra Mundial como arma química, antes de serem utilizados como defensivos agrícolas.

O primeiro da linhagem dos agrotóxicos foi o DDT, que teve sua primeira fabricação em 1874, por Othomar Zeidler. No entanto, somente em 1939 é que, através dos estudos de Paul Muller, suas propriedades como pesticida foram evidenciadas. No Brasil, as pessoas estão ingerindo cerca de 5,2 litros dessas substâncias tóxicas por ano. E isso é alarmante. Já que os danos à saúde causados por eles podem ser irreversíveis.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a utilização dessas substâncias tem efeito cumulativo em nosso organismo. Elas podem ainda causar intoxicações agudas como dores de barriga, dor de cabeça e alergias em geral. E dentre esses efeitos da ação cumulativa estão câncer, paralisias, intolerâncias alimentares e até mesmo problemas neurológicos.

Método

Além de gerar todos esses problemas para a nossa saúde, os agrotóxicos também geram problemas ambientais. Felizmente, eles não são a única forma de garantir que os agricultores tenham uma boa colheita sem perder muitos produtos para os parasitas.

Cada vez mais as pessoas estão valorizando os alimentos orgânicos. E uma técnica antiga de controle biológico está voltando. Que é o uso de flores para atrair os insetos que se alimentam das pragas. Fazendo isso os agricultores podem substituir os  agrotóxicos pelas flores.

Essa forma de controle biológico é ancestral e controla as pragas usando seus próprios predadores naturais para fazer esse trabalho sem precisar fazer o uso de venenos.

E para fazer uso dessa técnica é mais simples do que parece. Basta somente plantar as flores silvestres no entorno das plantações que elas atrairão os predadores naturais das pragas para a área de cultivo. Os insetos, como vespas e joaninhas, ajudam com que a plantação fique livre de pulgões e que elas consigam florescer naturalmente como sempre aconteceu.

Vantagens

Por conta de todo o cuidado e olhar que as pessoas estão tendo cada vez mais para a saúde e para as questões ambientais, os agricultores também estão voltando a usar essa técnica. Mas esse método não elimina por completo a presença de algumas pragas. Ele ajuda a diminuí-las.

E além do corredor de flores existem outras técnicas e recursos que podem ser usados para controlar as pragas no lugar de agrotóxicos. Como por exemplo a calda bordalesa, métodos agroecológicos, agroflorestais e alguns inseticidas naturais.

O mais importante é que as pessoas vejam que é perfeitamente possível conseguir garantir uma boa colheita usando métodos naturais e sustentáveis. Até porque o uso dos pesticidas tem vários impactos negativos no meio ambiente. Como por exemplo, a poluição das águas, do solo e do ar.

Além disso, os agrotóxicos também são os maiores responsáveis pela morte das abelhas. E esses insetos são a espécie polinizadora que é considerada a mais importante de toda a Terra.


Próxima Matéria
Via   Hypeness  
Imagens Hypeness
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest