Essas são as coisas que alguns cientistas têm a dizer sobre o ateísmo

POR Diogo Quiareli    EM Ciência e Tecnologia      04/12/19 às 13h50
foto de destaque

É difícil discutir religião hoje em dia, visto que é um assunto interminável. Isso porque existem diversas religiões, cada uma seguindo um tipo de ensinamento, acreditando em seus próprios deuses e com diferentes aprendizados sobre a criação e o pós-morte. Essas desavenças acompanham a humanidade há vários anos. Além das inúmeras religiões, existem ainda as pessoas que se declaram ateístas e agnósticos. O ateísmo consisto na falta de crença em uma força divina, um ser abstrato que não podemos tocar ou ver, mas que está agindo de certa forma. Resumidamente, Deus. Os cientistas também possuem suas próprias crenças e as defendem acima de tudo.

A ciência e a religião travam uma discussão, há muitos anos. Talvez, seja essa a mais antiga da humanidade. A verdade é que cada cientista possui uma visão diferente sobre cada religião que conhece e, mais do que isso, a possibilidade da existência de um deus. E foi pensando nesse assunto tão polêmico, que resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou algumas reflexões de alguns cientistas conhecidos, a respeito do ateísmo e agnosticismo.

Opiniões de cientistas famosos sobre ateísmo

1 - Albert Einstein

Einstein é conhecido como o pai da Teoria da Relatividade. Ele afirmou em várias ocasiões, que acreditava na visão de Deus, de acordo com o panteísmo. Isso trata-se de uma vertente definida por Baruch Spinoza, um filósofo holandês, onde tudo e todos faziam parte da composição de Deus. Isso refuta a possibilidade de um Deus individual ou antropomórfico. Einstein ainda se definiu como agnóstico, ou seja, reconhecia a possível existência de um deus. O cientista optou por esse caminho, pois acreditava ser um ato de humildade, diferente do ateísmo. "Você pode me chamar de agnóstico, mas eu não concordo com o espírito do ateu profissional cujo fervor é um ato de dolorosa restrição da doutrinação religiosa da juventude. Eu prefiro ter uma atitude de humildade. Isso em relação ao quão pouco entendemos sobre a natureza de nossos próprios seres", disse Einstein.

2 - Carl Sagan

Assim como Einstein, Carl também negou seu ateísmo. O fato ficou publicamente conhecido e virou discussão a partir de uma entrevista, realizada em 1996. "Um ateu tem que saber muito mais do que eu sei. Um ateu é alguém que sabe que não existe um Deus", afirmou ele. O jornalista Joel Achenbach precisou escrever uma matéria, após tanto ser questionado sobre a religiosidade de Sagan. Ele então buscou interpretar melhor o posicionamento do cientista, por meio das cartas e entrevistas que ele deixou. Em uma das cartas, Sagan disse que não era um ateu, pois quem se considera isso é alguém que possui muitas evidências persuasivas de que não existe um Deus Judaico-Católico-Islâmico. Segundo ele, não era tão sábio. No entanto, ao mesmo tempo, não acreditava que existia algo próximo a uma evidência adequada, para a existência de um deus. Segundo alguns alunos de Sagan, ele agia como um ateu, mas rejeitava o rótulo.

3 - Stephen Hawking

Hawking sempre se definiu como ateu. "Eu não sou religioso no senso comum. Eu acredito que o universo é governado pelas leis da ciência. As leis podem ter sido decretadas por Deus, mas Ele não intervém para quebrar as leis", disse Hawking, em uma entrevista à BBC, em 2007. Ele ainda acreditava na supremacia da ciência. "Existe uma diferença fundamental entre a religião. Essa é baseada na autoridade, e a ciência, que é baseada na observação e na razão. A ciência vencerá porque ela funciona", completou.

4 - Neil Degrasse Tyson

Esse cientista americano se considera agnóstico, não fazendo parte do ateísmo. Em algumas ocasiões no passado, ele disse que se acreditasse em um deus, não seria como descrito pelas três maiores religiões do mundo. "Todo relato de um poder maior sobre os quais já ouvi, todas as religiões que vi, incluem declarações de benevolência desse poder. Quando olho para o universo e todas as formas em que o universo quer acabar conosco, acho difícil considerar", disse ele. Ele se considera agnóstico e não ateu pela falta de energia para lidar com o segundo grupo. Ele disse ainda que nunca tentou converter as pessoas a sua volta para o ateísmo ou coisa do tipo. Sempre se declarou muito feliz com todos. Segundo ele, uma sociedade permite a pluralidade de religiões.

5 - Richard Dawkins

Richard é conhecido por ser um dos principais advogados públicos do ateísmo. Ele explicou isso, durante uma entrevista, em 2015. "Como cientista, eu me sinto apaixonado pela verdade. Eu amo a verdade, ela é tão empolgante. O criacionismo é um insulto ao intelecto, então qualquer cientista vai querer lutar contra isso. Eu nunca quis nada além de lutar contra o criacionismo. Nunca decidi me tornar uma figura pública. Mas, sempre senti a necessidade de advogar por esta causa e se, por consequência, me tornei figura pública, foi incidentalmente".

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+